Menu
Projetos e Obras
Busca

Portobello Coleção

Decor atemporal: arquitetos destacam ambientes com madeira em porcelanato

17/01/2018

Sustentável e atemporal. O porcelanato amadeirado confere elegância e aconchego a qualquer ambiente. Neste post, o Archtrends Portobello traz a participação de arquitetos conceituados que vão mostrar a importância do uso desse material na composição dos seus projetos.

Eleito um dos mais populares revestimentos entre os arquitetos, o porcelanato amadeirado deixa qualquer projeto moderno e charmoso. Com cópia fiel da madeira natural, o produto tem o poder de trazer os ares da natureza para dentro de casa nos remetendo às sensações de relaxamento e bem-estar.

Mais de 30 espécies diferentes da flora brasileira são oferecidas em peças pela Portobello que, se comparadas ao laminado ou à madeira natural, possuem alta durabilidade e maior resistência aos riscos, sempre respeitando as regras de manutenção e limpeza. Entre elas, as linhas Cottage e Workshop, as versões Vit, Bétula e Magnólia, da coleção Ecodiversa; Pau Brasil, da Linha Ecollection.  

São inúmeras as possibilidades de revestir com o porcelanato que reproduz madeira. Para facilitar essa escolha, o Archtrends convidou três arquitetos parceiros da Portobello para contar como utilizam o produto em seus trabalhos.

Revestimento que transmite personalidade

Café Portobello Shop, em Jardim Paulistano (SP), projetado por Diego Revollo

Café Portobello Shop, em Jardim Paulistano (SP), projetado por Diego Revollo

Um projeto ousado, onde o porcelanato amadeirado foi aplicado no chão, paredes e teto. O Café Portobello Shop, unidade do Jardim Paulistano – SP, de autoria do arquiteto Diego Revollo, esbanja bom gosto e personalidade.

A ideia de aplicar o revestimento em toda parte veio da versatilidade do material. Ele explica que buscou inspiração nas casas antigas de fazendas, onde era comum fazer um vigamento em madeira aparente.

Revollo destaca também que alguns profissionais acabam segmentando o uso do porcelanato, o que o fez explorar o revestimento de outra forma. “Aproveitei o aspecto da madeira como elemento decorativo. São sancas em porcelanato, como se fossem vigas falsas de madeira em um contexto mais atual. É um forro mais trabalhado, mais suave, porque o porcelanato que reproduz a madeira é branco”, pondera.

Segundo Diego, a indústria evoluiu e oferece produtos com qualidade e resistência superiores. Para ele, do ponto de vista estético, é fascinante observar o resultado final. Além da preservação ambiental, outro benefício é o custo operacional da obra. “Quando optava por madeira natural, era comum pensar na manutenção que seria periódica e cara. Às vezes, até restringimos o uso da madeira natural. Tanto na implementação quanto na manutenção”, explica.

Linha Cottage, versão Cannelle, em todos os ambientes do Café Portobello Shop (piso, teto, paredes)

Linha Cottage, versão Cannelle, em todos os ambientes do Café Portobello Shop (piso, teto, paredes)

O ponto de partida para a concepção do projeto foi a incidência de luz natural. São três aberturas que acabaram norteando o plano de trabalho com a madeira desgastada, branca, mais rústica. “Quando conheci a Linha Cottage, versão Cannelle, quis criar algo com conceito mediterrâneo. Algo rústico, mas ao mesmo tempo elegante. No Brasil, é comum usar a madeira em tom natural. Mas essa linha traz algo mais leve”, comenta.

Para realçar o projeto que é considerado contemporâneo e monocromático, Revollo investiu em luminárias retro e mobiliário diferenciado. Segundo ele, o mais interessante foi criar um ambiente absolutamente branco, porém aconchegante. “Isso só foi possível por conta do aspecto natural do produto. Pelo detalhe no revestimento ”, finaliza.

Outro projeto que chama a atenção pela beleza do material, é um apartamento em Florianópolis de uma família de quatro pessoas. Na área íntima, o desejo era por um revestimento agradável, com aparência rústica e aconchegante. No entanto, que fosse de manutenção fácil e rápida. A opção escolhida pela arquiteta catarinense Lilian Dutra foi a versão Central Park, da Linha Reserva.

Porcelanato amadeirado Central Park, da Linha Reserva (Portobello), em piso de quarto projetado por Lilian Dutra

Lilian concorda com Revollo sobre a perfeição do material. Para a arquiteta com mais de 20 anos de experiência no mercado, finalmente chegou-se ao aconchego e  ‘calor da madeira’ com a praticidade do porcelanato.

A estética encanta a todos. Desde os profissionais da área até o mais exigente dos clientes. “Uma história bacana, foi um apartamento que aplicamos um revestimento Jacarandá Pátina e a funcionária estava de férias. Quando chegou, ficou espantada com a perfeição, questionando a proprietária se teria que passar cera toda a semana na madeira”, completa.

Neste outro projeto, de autoria da arquiteta Ariane Rosa, a cliente desejava uma atmosfera residencial. Queria que o apartamento localizado em Joinville – SC, lembrasse os ares de uma casa. Para respeitar a vontade da proprietária, a profissional optou por manter os ambientes fluidos e sem divisórias.

A sala de jantar foi integrada ao living com home theater.  A sacada fechada dando espaço ao home office do casal com vegetação natural integrada a decoração. O padrão amadeirado do piso foi mantido em todos os ambientes com a versão Jequitibá, da Linha Ecollection garantindo aconchego, e especialmente, praticidade.

Piso em porcelanato Jequitibá Natural, da Portobello, projetado por Ariane Rosa

Piso em porcelanato Jequitibá Natural, da Portobello, projetado por Ariane Rosa

A composição de buffets e vasos com plantas verticais tem o mesmo efeito de alongar e aumentar a sensação de altura. Cortinas em veludo verde marcam a transição para a varanda que abriga home office, jardim e estar íntimo. E no quarto de hóspedes, os detalhes chamam a atenção. “Pendentes em rose gold, escultura tridimensional retroiluminada finalizam a escolha dos materiais compondo um ambiente intimista e muito aconchegante”, declara.

Viram como o porcelanato que reproduz madeira é atemporal e capaz de transformar qualquer ambiente? Que tal você conferir também outras opções de revestimentos no site www.portobello.com.br?

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *