Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Matérias

Culinária e diversão: monte uma cozinha externa diferenciada

25/07/2018

Quais elementos não podem faltar nesse tipo de ambiente? Conversamos com uma designer de interiores que nos deu dicas preciosas de como organizar e decorar o espaço. Neste artigo, você confere as principais características que precisa observar no seu projeto.

Durante a conversa sobre projetos de cozinhas externas, a designer de interiores Maisa Muiños evoca um cenário acolhedor: enquanto os anfitriões cozinham, os convidados bebem um vinho na grande mesa de madeira a poucos metros do forno. Quem está na piscina e deseja se juntar ao grupo para um petisco não precisa se preocupar com o fato de estar molhado, pois o piso é seguro e o tecido dos bancos não é danificado por água.

O sol não incomoda, já que o espaço foi projetado de forma que ele atinja somente a parede dos fundos da área à tarde. E, se os cozinheiros precisam de um tempero a mais na comida, basta colher algumas folhinhas na pequena horta bem ao lado.

Parece um final de semana perfeito entre amigos, não é? Isso tudo graças à arquitetura e à decoração bem-planejadas de uma boa cozinha externa.

A Maisa criou um ambiente como esse para uma mostra em um residencial em Vitória da Conquista, na Bahia, e nos contou detalhes sobre o projeto para dividir algumas dicas de como criar a cozinha externa ideal.

Confira!

Preste atenção às diferenças entre cozinha interna e externa

Uma cozinha externa pode ter vários pontos em comum com um ambiente interno — os elementos básicos, como pia e mesa, com certeza se repetem nas duas. Mas, como ressalta Maisa, podem ser espaços completamente diferentes, dependendo do uso que os clientes pretendem fazer de cada um.

“Normalmente, a pessoa quer a cozinha externa para receber e interagir com os amigos no final de semana”, lembra Maisa.

Isso exige vários elementos: no caso do projeto de Maisa, ela privilegiou uma mesa grande, de quase 3m de extensão, que comporta vários convidados, bem ao lado da bancada com o cooktop. “Como é final de semana e você está com seus amigos, todos querem estar perto. Ninguém quer cozinhar sozinho — quer cozinhar interagindo com os amigos ali ao lado”, diz a profissional.

Projeto de cozinha da Maisa Muiños

Ela completa: “Em uma cozinha interna, em que são feitas refeições diariamente, é necessário ter uma geladeira maior, freezer, micro-ondas etc.

Já a cozinha externa é feita sob a necessidade de cada cliente — alguns, preferem um forno iglu, às vezes não querem uma churrasqueira, mas desejam uma adega seca ou climatizada, por exemplo”.

Em resumo, não existem elementos obrigatórios em uma cozinha externa: a escolha deles deve ser adaptada aos desejos e necessidades de cada cliente. O essencial é prestar atenção à funcionalidade do ambiente. Confira o próximo tópico para saber mais.

Lembre-se da beleza, mas não se esqueça da funcionalidade

Não adianta ter um ambiente bonito se as pessoas não vão conseguir utilizá-lo à vontade, não é? Em uma área externa, especialmente se ela tiver piscina, isso deve ser um ponto de atenção importante para qualquer arquiteto.

“Eu prezo muito a parte funcional: checo se os materiais são fáceis de limpar e se o fluxo no ambiente é bom”, explica. No piso, que foi a principal preocupação no quesito da funcionalidade, ela optou por peças de porcelanato em grandes formatos de Jacaranda Patina, que são bastante resistentes.

Os longos bancos da mesa também receberam um cuidado especial: “Eles foram cobertos por um tecido feito para área externa, assim as pessoas podem vir da piscina e se sentar sem molhar o banco diretamente. Isso deixa o clima mais descontraído, para não haver aquela preocupação de não poder entrar molhado”.

Os detalhes vermelhos do tecido dialogam com o tom do frigobar retrô e até com os utensílios escolhidos pela designer — afinal, ela não abre mão da beleza, mesmo valorizando a funcionalidade.

Incorpore o ambiente externo aos elementos do projeto

Outra dica é incorporar o ambiente ao redor na sua obra. O residencial em que Maisa realizou o projeto, por exemplo, tem uma vasta área verde.

Por isso, ela escolheu trabalhar com madeira e materiais que a reproduzem: “Eu quis agregar essa parte orgânica da madeira no piso com aspecto envelhecido, no porcelanato da parede, que também traz um tom amadeirado bonito, e na escada de eucalipto”.

Projeto de área externa do Espaço do Traço Arquitetura

Isso não significa que toda cozinha externa precisa ter uma decoração rústica. O próprio projeto de Maisa valoriza elementos de ares contemporâneos, como a churrasqueira coberta em vidro, o forno iglu elétrico, as bancadas de quartzo e as elegantes luminárias pretas sobre a mesa.

Outro toque contemporâneo são os azulejos hexagonais em tons de cinza que utilizou em duas paredes. Ela não as cobriu inteiramente, completando o restante do espaço com massa corrida e pintura.

Detalhes da bancada do projeto do Zama Design de Interiores

Ela também plantou uma pequena horta do lado de fora, em que reuniu temperos como manjericão, e projetou um suporte para colocar as folhas ao lado do cooktop na hora de cozinhar, trazendo ainda mais praticidade para a culinária.

Valorize a luz natural, mas cuidado com a incidência do sol

Já que estamos falando sobre o ambiente externo, você deve estar pensando em toda a iluminação natural que uma cozinha externa pode receber. Maisa aproveitou bem esse recurso cercando a área com portas de vidro.

A casa foi construída de olho na incidência do sol durante a tarde, por isso não houve problema com esse fator na cozinha. Mas ela lista diversas alternativas possíveis para proteger a área do sol se ele incidir diretamente.

“Você pode abrandar o sol com toldos, pergolados ou mesmo com a plantação de uma árvore”, indica. Ela relembra o projeto de um escritório em que era insuportável permanecer à tarde, devido ao sol. Como ficava na lateral de uma casa, um toldo não cairia tão bem. Por isso optou por plantar uma árvore, que resolveu o problema após crescer um pouco.

Área externa com iluminação – projeto de Paula Martins Arquitetura

Mais inspirações para você

Há dezenas de outras obras interessantes de cozinhas externas cadastradas no Archtrends Portobello. Quer ver só? Dê uma olhada nas referências abaixo e inspire-se:

E aí, gostou dessas inspirações para cozinhas externas? Temos vários outros posts interessantes! Acesse:

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *