Menu
Projetos e Obras
Busca
Cozinha americana, azul

Moderna e aconchegante: essa é a cozinha americana, uma versão integrada que conquista os brasileiros (Projeto: Portobello S.A.)

Conteúdo Matérias

8 dicas para ter uma cozinha americana bonita e organizada

12/05/2022

Descubra como planejar e decorar sua cozinha americana e veja dicas práticas para escolher revestimentos, móveis e outros detalhes

A cozinha americana está cada vez mais presente nas casas brasileiras, integrando espaços e criando ambientes muito convidativos, ideais para bons momentos com a família ou os amigos.

No entanto, apesar de popular e desejada, muitas pessoas têm dúvidas na hora de planejar a cozinha, garantindo que fique bonita e funcional. 

Esse é o seu caso? Então, confira as informações e dicas que reunimos!

O que é a cozinha americana? 

A cozinha americana é aquela que não fica separada de outros ambientes da casa por paredes. Ou seja, ela é unida à sala de jantar ou de estar, geralmente com algum móvel para demarcar cada área.

A ideia é que os espaços sejam integrados, facilitando a comunicação de quem está na cozinha com os demais moradores ou convidados. 

Ela também proporciona mais funcionalidade no dia a dia, pois você pode cozinhar ao mesmo tempo em que acompanha as atividades dos seus filhos ou assiste TV, por exemplo.

Quais são os tipos de cozinha americana?

Embora a cozinha com balcão seja a mais comum, quando pensamos em cozinha americana, essa não é a única opção. Alguns tipos são:  

  • parcialmente integrada com alvenaria: nesse caso, o balcão é a metade de uma parede, criando o limite entre a cozinha e os demais ambientes. Ele também pode ser usado como bancada para refeições ou outras atividades; 
  • parcialmente integrada com mobiliário: quando os móveis fazem o papel do balcão. É possível tanto investir em um móvel planejado quanto usar uma mesa de jantar para garantir a divisão dos espaços; 
  • com ilha: ao invés do balcão, o que divide os ambientes é a ilha, que pode servir como uma bancada de apoio ou contar com pia e eletrodomésticos, como o cooktop e o forno;
  • totalmente integrada: não existe nenhum elemento separando a cozinha e o ambiente que se integra a ela.
Cozinha americana, espaços otimizados
A cozinha americana otimiza o espaço dos ambientes, além de trazer mais conforto (Projeto: Paloma Lucio Lucio

Quais são as vantagens desse tipo de cozinha? 

Não é à toa que a cozinha americana está tão em alta. Afinal, ela oferece uma série de benefícios interessantes, como: 

  • permite ganho de espaço, já que as paredes contam com espessura de 10 a 25 cm, em média, facilitando a fluidez e a disposição de móveis e eletrodomésticos;
  • dá a possibilidade de otimizar os ambientes, sendo uma alternativa interessante para áreas pequenas;
  • promove a sensação de amplitude, com melhor aproveitamento da luz natural e artificial; 
  • propõe uma integração da casa, melhorando a convivência entre os moradores;
  • conta com um visual moderno. 

Como planejar e organizar uma cozinha americana? 

Agora que você já as características da cozinha americana, que tal algumas dicas para garantir um projeto bonito e funcional? Confira. 

1. Avalie o seu espaço 

O primeiro passo é analisar a área disponível para a cozinha americana, de modo a entender qual tipo funcionará melhor. 

Avalie a metragem e a disposição do ambiente. Também considere os demais espaços que serão integrados. 

Se for fazer uma reforma, verifique se é possível remover as paredes para a integração completa ou se é preciso usar uma viga ou deixar uma meia parede (balcão de alvenaria). 

Cozinha americana, móvel
Avalie o seu espaço para entender que tipo de integração funciona melhor na sua cozinha, seja com a bancada tradicional ou com um móvel (Projeto: Thais Schiavo

Dependendo do formato da sua cozinha, a distribuição dos móveis e eletrodomésticos terá de ser específica, visando a funcionalidade. 

Por exemplo, se o espaço é quadrado (médio ou grande), a cozinha em “G” é a melhor opção, distribuindo geladeira, pia e fogão em forma de triângulo e incluindo um balcão para refeições rápidas.

As cozinhas mais amplas podem investir na ilha. Mas atenção, porque para apostar nessa ideia é preciso ter, no mínimo, 90 cm livre entre a ilha e os balcões ou as paredes. 

Para espaços retangulares, a cozinha em “L” é uma alternativa, com os balcões junto às paredes. Outra opção é a cozinha em “U”, que também funciona para áreas quadradas. 

Já no caso das cozinhas do tipo corredor — muito comuns nos apartamentos atuais —, a estrutura linear faz mais sentido, com geladeira e fogão separados pela pia. 

2. Saiba as medidas ideais para uma cozinha funcional 

Quem vai construir ou reformar precisa ter atenção redobrada em relação às medidas da cozinha americana, assegurando funcionalidade. 

Se você quer um balcão mais alto, o ideal é que a altura dele seja de 110 cm e que as banquetas usadas também sejam altas. 

A largura pode ser de 40 cm, com um espaço para as pernas de 25 cm. 

Cozinha americana, balcão
A altura adequada do balcão é fundamental para proporcionar funcionalidade no dia a dia (Projeto: Amanda Miranda

Já quem prefere um balcão mais baixo pode usar a altura de 75 cm, com a mesma largura e o mesmo espaço para as pernas do balcão alto.

Nos dois casos, é importante respeitar a largura mínima de 60 cm por pessoa. 

3. Considere os outros ambientes que serão integrados 

Para que a sua decoração seja harmônica, é essencial que você considere os demais espaços que serão integrados à cozinha. 

As decorações não precisam ser iguais, já que se tratam de ambientes diferentes, mas devem ser complementares. 

Uma boa ideia para conseguir isso é usar algum elemento ou cor que se repete. Por exemplo, uma mesma cor no piso da sala e na decoração da cozinha. 

Cozinha americana, ambientes integrados
É importante que os ambientes integrados à cozinha tenham harmonia e sintonia em termos decorativos
(Projeto: Cássio Olivato

Revestimentos, móveis e demais detalhes precisam seguir uma linguagem, dando a impressão de continuidade visual. 

Inclusive, caso a ideia seja fazer com que os espaços pareçam maiores, vale a dica de usar o mesmo revestimento no piso da sala de estar/jantar e da cozinha. 

Se quiser, você pode utilizar um porcelanato polido na sala e um natural na cozinha, mas que tenham a mesma cor ou estampa.

4. Analise o esquema de cores 

As cores são essenciais na decoração de cozinha e especialmente importantes nos espaços integrados. 

Elas devem traduzir o estilo do ambiente e garantir harmonia com os outros ambientes, como a sala de estar ou de jantar. 

Para cozinhas pequenas, sem dúvida as cores claras e neutras são as mais indicadas, porque refletem a luz e fazem com que o espaço pareça amplo. 

Cozinha americana, cores claras, cores neutras
As cores claras e neutras são ideais para deixar as cozinhas mais iluminadas e visualmente maiores (Projeto: It’s Arq

Se você quiser um toque de sofisticação, pode usar tons intensos nos detalhes, como nos revestimentos do backsplash ou nas portas dos armários. 

As cozinhas em estilo industrial, muito em alta, combinam superbem com nuances de cinza e preto. Ainda podem ter pontos em vermelho, azul-escuro ou amarelo. 

Os revestimentos que reproduzem concreto e os eletrodomésticos em inox também são excelentes alternativas nesse caso.

Por outro lado, se você deseja uma cozinha aconchegante, que tal combinar tons terrosos com detalhes em madeira e texturas naturais? 

Aliás, os porcelanatos que recriam madeira são ótimas opções, porque podem ser molhados sem preocupação com a durabilidade.

5. Adote uma boa iluminação 

A luz é crucial em qualquer cozinha. Portanto, não seria diferente com a americana. É muito importante priorizar a iluminação natural, mas não se esqueça de reforçar a artificial também. 

No teto, considere usar trilhos, caso queira uma decoração mais moderna e urbana. Nas bancadas, invista em spots direcionáveis ou fitas de LED embaixo de armários e nichos. 

Para o balcão, as luminárias pendentes são muito charmosas e podem aparecer com uma luz amarelada. No restante, você pode optar por utilizar uma luz branca, que garante foco e concentração. 

Uma iluminação confortável e elegante é aquela em que o pendente é instalado a uma altura entre 70 a 90 cm da superfície da bancada. 

6. Pense no mobiliário 

Uma cozinha americana precisa ser bem organizada. Afinal, ela fica integrada aos demais ambientes e, portanto, toda a “bagunça” acaba visível. 

Por isso, pense cuidadosamente na marcenaria, planejando-a de acordo com a sua necessidade de organização. 

Além dos armários tradicionais — aéreos e balcões —, você pode usar prateleiras e nichos para quebrar a rigidez e ter mais leveza, ao mesmo tempo que garante espaço extra de armazenamento. 

Cozinha americana, cozinha pequena
Prateleiras e nichos criam áreas de armazenamento, mas não pesam visualmente, sendo um ótimo recurso para cozinhas pequenas (Projeto: Doma Arquitetura

Se for incluir um armário em cima do balcão, é importante se atentar às medidas corretas. 

No caso da bancada alta, a distância entre ela e o armário deve ser de 70 cm. Já para a bancada baixa, essa distância precisa ser de 105 cm.

Se for usar móveis planejados ou modulados, uma dica interessante é avaliar tudo o que você tem para guardar. Meça a altura e a largura dos eletroportáteis, por exemplo.

Assim, é possível definir quantas prateleiras internas os armários precisam ter, de quanta altura elas necessitam e como deve ser a disposição de gavetas e outros itens. 

7. Use um depurador ou uma coifa

O depurador ou a coifa são elementos muito importantes para a integração da cozinha. Afinal, impedem que os odores e vapores dos alimentos cozinhando invadam a sala e se espalhem para a casa toda. 

Atualmente, existem vários depuradores e coifas com um design bem moderno, que podem ser transformados em um ponto focal da sua decoração. 

8. Capriche nas escolha dos revestimentos 

Os revestimentos em uma cozinha americana são importantíssimos, pois garantem segurança, funcionalidade e beleza. 

Para os pisos, opte por versões que não escorreguem, sejam fáceis de limpar e não manchem. No caso dos porcelanatos, os modelos com acabamento natural são os mais indicados. 

As paredes podem contar com diferentes inovações, como as lastras, para ganhar amplitude, ou os porcelanatos que reproduzem madeira, concreto ou mármore. 

Caso queira uma cozinha mais colorida, as pastilhas e os azulejos são excelentes ideias, trazendo irreverência. 

Cozinha americana, bancada de porcelanato
As bancadas de porcelanato são elegantes e práticas, como essa versão com Atlântico Polido (Projeto: Portobello S.A.

De qualquer forma, os revestimentos cerâmicos são os mais indicados para as paredes da cozinha, especialmente o backsplash, porque resistem à água, não mancham com facilidade e são fáceis de limpar. 

As bancadas podem ser feitas de diferentes materiais. As pedras naturais são mais comuns; porém, dependendo do material escolhido, tendem a manchar, além de dar mais trabalho para limpeza.

Uma opção interessante é o porcelanato, que não mancha, é fácil de manter, são mais higiênicos e recria diversas matérias-primas, incluindo mármores nobres.

Agora você já sabe como planejar e decorar a sua cozinha americana? Conheça a decoração tropical e saiba como levar brasilidade para a sua casa!

Foto de destaque: Moderna e aconchegante: essa é a cozinha americana, uma versão integrada que conquista os brasileiros (Projeto: Portobello S.A.)

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *