Menu
Projetos e Obras
Busca
corpos inúteis da vida contemporânea

Uma das salas da exposição Useless Bodies, que retrata o individualismo do trabalho nos dias atuais (Foto: Bárbara Cassou)

Conteúdo Correspondentes Internacionais

Corpos inúteis da vida contemporânea

04/07/2022

Conheça a provocante exposição da Fondazione Prada, em Milão, e por que ela é tão importante para reflexão individual dos dias atuais

Mais de 3 mil metros quadrados da Fondazione Prada, em Milão, estão sendo destinados para a exposição Useless Bodies (Corpos Inúteis, em português), da dupla de artistas Elmgreen & Dragset. Uma instalação que sugere uma reflexão sobre o estilo de vida atual. 

Ocupando quatro espaços de galeria e o pátio principal, trata-se de uma das investigações temáticas mais ambiciosas realizadas até hoje pela Fondazione Prada em colaboração com artistas. 

Useless Bodies explora a condição atual do corpo na era pós-industrial, em que a nossa presença física está perdendo sua centralidade e tornando-se completamente supérflua. Essa mudança de comportamento se dá com o avanço da tecnologia e afeta todos os aspectos da nossas vidas: desde nossas condições de trabalho, até nossa saúde, nossos relacionamentos interpessoais e a maneira como retemos informações. 

Estátuas que representam a função do corpo humano
Estátuas que representam a função do corpo humano no século 19 (Foto: Bárbara Cassou)

Uma das salas ocupadas pela instalação apresenta várias estátuas que representam corpos humanos. Algumas delas refletem o estilo de vida do século 19, quando o corpo era usado para o trabalho, para produção de bens de uso diário. Como, por exemplo, a estátua de um homem segurando um machado na mão. 

Misturadas, outras estátuas refletem o estilo de vida do século 21, quando o papel do corpo humano passou a ser de consumidor. Como um menino utilizando um equipamento de realidade virtual, uma babá supervisionando uma criança sentada e um homem apenas fumando na varanda. Observamos que as esculturas dos corpos atuais estão representadas em ações banais e supérfluas do dia-a-dia. 

Estátuas que representam a função supérflua do corpo humano
Estátuas que representam a função supérflua do corpo humano no século 21 (Foto: Bárbara Cassou)

Elmgreen e Dragset afirmam que nossos corpos não são mais os principais agentes da nossa existência. Eles não geram valor nos métodos avançados de produção da nossa sociedade como na era industrial. 

A percepção do corpo é um tema subjacente que conecta muitos aspectos do trabalho escultórico e performativo de Elmgreen & Dragset. Ao longo de sua carreira exploraram temas como crescimento, intimidade, identidade, diferentes modos de vida e como navegamos na esfera pública. 

Estátua representando um homem nos dias atuais apenas na varanda fumando (Foto: Bárbara Cassou)

Seguindo o percurso da exposição, o público encontrará várias instalações imersivas que fazem parte de Useless Bodies. Inclusive alguns espelhos estrategicamente posicionados, que refletem os visitantes. Uma ironia dos artistas dizendo que fazemos parte destes “corpos à toa”, que também estamos inseridos neste estilo de vida supérfluo. 

Espelhos posicionados pela Fondazione Prada fazem parte da ironia dos artistas, que também nos insere neste mundo supérfluo (Foto: Bárbara Cassou)

Localizada no Largo Isarco, a Fondazione Prada recebe milhares de visitantes durante o ano todo. Sua criação se deu como objetivo de estabelecer uma sede do complexo artístico da marca de luxo Prada, conectando arte com moda. Seu edifício era uma antiga destilaria em um bairro industrial de Milão, que foi revitalizado pelo escritório de arquitetura OMA, do renomado arquiteto Rem Koolhaas. 

Conheça mais detalhes sobre a Fondazione Prada e entenda por que é um dos destaques de todas as edições do Salão do Móvel de Milão.

A exposição Useless Bodies nos faz viajar por um mundo de reflexões, onde nós mesmos começamos a nos questionar sobre nossa existência. Uma instalação imersiva e profunda. 

Serviço

Endereço: Largo Isarco, 2, Milão

Período: até 22 de agosto

Horário: das 10h às 19h (fechado às terças) 

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *