Menu
Projetos e Obras
Busca
cores para ambientes

Conteúdo Arquitetura

Cores para ambientes pequenos – 7 dicas para ampliar espaços

08/04/2019

O uso correto de cores para ambientes pode ajudar a transformar cômodos pequenos, passando uma incrível sensação de amplitude. Como fazer isso? Pois é o que você vai aprender a seguir!

Nas paredes, no chão, sobre a mesa ou nas prateleiras: seja qual for o local, as cores têm um grande poder e significado. E sabia que, em ambientes com pouco espaço, certas tonalidades e determinadas aplicações podem colaborar para aumentar a sensação de amplitude? Pensando nisso, nossas dicas de hoje dizem respeito a cores para ambientes pequenos. Confira!

Use e abuse das cores para ampliar os espaços

Confira agora 7 dicas, ao mesmo tempo simples e imperdíveis, para ampliar espaços!

cores para ambientes

Sala de jantar com parede em vermelho e quadros para dar personalidade ao ambiente | Danielle Cunha dos S. Ladeia

1. Escolha tons claros para a base da decoração

Cores claras não só ajudam a passar uma ideia de amplitude para a casa como ainda transmitem uma leveza muito agradável. Alguns sites, como o Design Seeds, podem ajudá-lo a escolher a paleta de cores perfeita para seus ambientes, aquela que mais vai combinar com seu estilo. Já consegue até imaginar?

2. Use o mesmo tom no piso e nas paredes

cores para ambientes

Detalhes da decoração da sala de estar | RTR Engenharia e Arquitetura

Usar o mesmo tom nos pisos e nas paredes faz com que o ambiente pareça mais amplo. Nesse caso, vale deixar de lado o uso do rodapé para permitir uma continuidade na visão, sem interrupções, dando a impressão de que o espaço é maior.

3. Pinte os ambientes sociais com as mesmas cores

cores para ambientes

Sala de jantar com cor amarela na parede para dar um toque moderno – Mariana Roveda

Com esse cuidado, pode apostar: você terá a impressão de ter um mesmo espaço em vários. E para atender ao desejo de assentar o mesmo porcelanato com excelente desempenho em qualquer ambiente da casa, a Portobello criou materiais com a mesma estampa, mas superfícies diferentes — como é o caso da linha Gotham.

4. Aposte no efeito tom sobre tom

Ao usar a mesma cor em todo o ambiente, pode ser que o espaço acabe ficando monótono ou até mesmo cansativo aos olhos. Para evitar, vale a pena investir no tom sobre tom, expandindo a paleta de opções para o mesmo cômodo sem contrastar demais. Visualmente agradável, esse recurso gera o tão desejado resultado da continuidade sem ser entediante.

5. Deixe as cores mais fortes para os acessórios

Escolha objetos diferenciados e de cores contrastantes para centralizar a atenção. Peças estilosas devem dar o toque final à transformação. Portanto, capriche! Escolha itens únicos. Vale apostar, por exemplo, em almofadas, flores e roupas de cama com cores diferentes. Assim, se você se cansar, fica fácil de trocar.

6. Instale cortinas finas e transparentes no quarto e na sala

Com tecidos leves e de cores claras, as cortinas facilitam a entrada de luz, que se espalha sem dificuldade pelo ambiente, oferecendo leveza. Do contrário, o ambiente fica pesado e mais quente que o necessário. No chão, evite tapetes muito felpudos, pois eles tendem a diminuir o espaço.

7. Decore com flores

Essa dica pode ser simples, mas faz toda a diferença. Escolha flores vibrantes, com cores chamativas e fragrâncias marcantes. Elas são capazes de encher os ambientes de vida e alegria. Lembre-se apenas de que é preciso ter iluminação natural suficiente para garantir o bem-estar das plantinhas. Portanto, o melhor local costuma ser perto das janelas pelo menos em uma parte do dia.

Explore bem as opções de revestimentos coloridos

Quando falamos de cores para ambientes, a primeira reação que temos é pensar na pintura de paredes, não é mesmo? Mas não precisa ser assim. Aliás, pintar uma parede pode não ser a melhor opção se queremos que aquela cor tenha um impacto positivo no espaço. Isso porque as paredes ficam sujas, descascadas e o tom da tinta perde sua função.

Na verdade, a melhor alternativa para adicionar cor no ambiente e garantir que ela não perderá função com o tempo é usar um revestimento colorido. Existem atualmente muitas opções para piso e parede com diversas cores, estampas, figuras geométricas, decoração de azulejaria antiga e até mesmo reproduzindo materiais naturais, como madeira e pedra. Saiba mais a seguir!

Revestimento colorido

cores para ambientes

Ambiente decorado com cores e cadeira rústica | JL Arquitetura e Design de Interiores

Se queremos ampliar um espaço, o melhor é colocar cores claras no chão e nas paredes. Isso acontece porque esses tons refletem a luz, enquanto os escuros a absorvem. Por causa disso, nossos olhos interpretam o ambiente como se ele fosse mais amplo. Para citar apenas alguns exemplos de revestimentos com essas características, podemos falar do Alpine White e do Bianco Covelano.

O que é interessante, porém, é que você também pode manipular a percepção do tamanho do ambiente usando pisos ou revestimentos de parede coloridos. Como já explicamos, os tons escuros absorvem a luz, naturalmente diminuindo o espaço, mas outras cores podem sim ser usadas. Tudo dependerá do efeito que você quer causar no projeto.

Se as paredes e o teto forem claros, mas o piso for colorido, o olho humano interpretará como se o ambiente fosse mais amplo (com paredes maiores e maior comprimento do cômodo). Nesse caso, você “ganha espaço” na horizontal e na vertical.

Se você quiser fazer o cômodo parecer mais largo, mas com a mesma altura, deve colocar cor no piso e na parede do fundo, por exemplo. Um detalhe importante nesse caso é que você precisa usar a mesma cor em ambas as superfícies, ok? Imagine um cômodo com três paredes revestidas com o Athos Branco, mas o piso e a parede do fundo com o Futura Blue. Interessante, não acha?

Revestimento com estampas

Além do uso de cores para ambientes pequenos, também é possível aumentar tais espaços com a inserção de estampas coloridas. Novamente aqui, os revestimentos se mostram muito úteis, pois oferecem uma gama incrível de formatos e modelos.

A maneira mais fácil de alcançar o efeito desejado é com o uso de formas geométricas. Da mesma maneira que estilistas de moda sugerem o uso de camisetas com listras verticais ou horizontais se a pessoa quiser parecer mais magra ou mais encorpada, podemos usar esse recurso na decoração de projetos.

Um revestimento em listras como o Clapboard Vit, por exemplo, ajuda a alargar ou esticar um cômodo, dependendo de onde for aplicado. Se você quiser aumentar a sensação de amplitude horizontal do ambiente, use o revestimento nessa direção. Já se quiser obter o mesmo efeito só que na vertical, ajuste as listras da peça nesse sentido. Simples, certo?

Outra opção para os revestimentos estampados é utilizá-los nas paredes de fundo dos cômodos. Dessa forma, cria-se um ponto focal naquele ambiente. Com as demais paredes, o piso e o teto em tons claros, ficamos com a sensação de ser um lugar mais amplo do que realmente é. Uma boa opção para uma aplicação nesses moldes é o Royal Silver.

Uma excelente ideia é combinar essa técnica com um revestimento em estilo de azulejaria antiga ou até com um design mais moderno. Nesse caso, recomendamos o Rio Botânico, o Noventa Graus Mix e o Vírgula Azul-Celeste — aliás, você pode ver neste projeto como a técnica foi utilizada com esse último revestimento para conferir mais amplitude ao espaço.

Cuidados com o rejunte

Antes de partirmos para o próximo assunto, precisamos abordar o uso do rejunte e sua importância para obter maior amplitude em salas, quartos e outros ambientes. Já parou para pensar nesse detalhe?

Como você já entendeu, é possível criar a ilusão de maior espaço em um projeto quando focamos na continuidade, nublando a percepção de limites. É por isso que uma das técnicas recomendadas agora há pouco consistia em usar o mesmo tom nas paredes e no piso — embora também seja possível conquistar esse efeito com algum contraste, como vimos depois.

O detalhe é que fica muito difícil criar essa sensação de continuidade se não soubermos como escolher o rejunte certo para o projeto. Em geral, o ideal é que ele seja bem fino e da mesma cor da peça escolhida para revestir a parede ou o piso. Assim, nossos olhos não o percebem tão facilmente e a ilusão de unidade fica mais evidente.

Conheça o significado das cores para ambientes

A psicologia das cores é um estudo que busca mostrar como certos tons do espectro colorido impactam as pessoas de determinadas maneiras. Sabia que uma cor pode ajudar a despertar a concentração e a intelectualidade, enquanto outra pode até mesmo abrir o apetite? É isso mesmo!

E já que vimos que é possível ampliar um ambiente com a ajuda de diferentes tonalidades, por que não dar um passo além buscando entender melhor o significado das cores para ambientes da casa? Assim você poderá adicionar uma nova camada em seus projetos, aprimorando-os ainda mais.

Separamos aqui cinco exemplos de cores para você incorporar a seus próximos projetos decorativos, explicando o efeito de cada uma delas. Veja só que interessante!

Azul

O azul é uma cor muito escolhida para a decoração dos mais diversos ambientes. O tom costuma transmitir tranquilidade, harmonia e leveza, transformando-o na escolha perfeita para ambientes que geralmente reúnem bastante gente, como a sala. Além disso, como o azul também estimula a intelectualidade, é ótimo usá-lo em escritórios ou cômodos de voltados para o estudo.

Mas atenção: só é preciso tomar um certo cuidado para não pesar demais a mão no azul, deixando o ambiente frio e sem vida. Ah, e se quiser ampliar ao máximo o cômodo, aposte em tonalidades mais claras, ok?

Amarelo

O amarelo é uma cor mais viva e cheia de energia. Por isso, tende a ser mais usada em ambientes da casa onde ficamos menos tempo, como a cozinha — nesse caso, conta ainda o bônus de que esse é um dos tons que ajuda a abrir o apetite, ao lado do vermelho. O amarelo também é bom por refletir bastante luz, ajudando a ampliar o cômodo onde é aplicado.

Só vale tomar certo cuidado para não sobrecarregar, acabando por criar um visual cansativo com excesso de amarelo. Para evitar esse deslize, use tons mais pastel da cor ou aplique-a em menor quantidade.

Cinza

Muito neutro, o cinza praticamente não traz nenhuma carga emocional. De certa forma, essa característica é, ao mesmo tempo, uma vantagem e uma desvantagem. A parte positiva é que, assim, o tom combina com todos os outros, permitindo maior flexibilidade na decoração dos ambientes. Por outro lado, sendo um tom mais escuro que o branco, carrega um pouco mais o ambiente, dificultando a proposta de ampliação do cômodo.

Coral vivo

Em alta, a cor do ano em 2019 é o coral vivo (living coral), um tom animado e com bastante energia. A diferença desse tom para o amarelo é que ele é um pouco menos monótono e mais suave ao olhar. Ajuda a alegrar um ambiente sem irritar quem o frequenta. Pode ser combinado com várias cores para criar sensações diferentes: fica mais elegante com o cinza e mais natureza com o azul-celeste ou com o verde, por exemplo.

Verde

Por falar nele, o verde é outra cor muito popular para decorar espaços em casa. Isso acontece porque se trata de um tom muito tranquilo e sereno, que traz delicadeza, leveza e relaxamento. Além disso, é uma cor que deixa o ambiente mais refrescante. O lado negativo é que, se pesarmos a mão, o cômodo pode ficar monótono e frio demais. É indicado para salas, escritórios de terapeutas e banheiros.

Essas são algumas das cores para ambientes mais usadas em projetos arquitetônicos atualmente — além do branco e do preto, claro. Se você se interessou por elas, temos uma ótima notícia: a Portobello tem uma nova linha de revestimentos para paredes internas com todas essas cores! Estamos falando da linha Paris, que se destaca justamente por seus modelos coloridos cheios de charme.

São muitas as opções: branco (Paris Blanche) ou cinza-claro (Paris Nuage), que ajudam a dar amplitude, além de outros tons, como o coral vivo (Paris Nemo), o amarelo (Paris Dijon), o verde (Paris Oceanique) e o azul pastel (Paris Lilac Gris), que podem ser usados em combinações como as citadas anteriormente.

Agora que você já sabe como utilizar as cores para ambientes pequenos, que tal começar a colocar essas dicas em prática? No site da Portobello ainda é possível encontrar uma série de outras inspirações para renovar a casa dos seus clientes. Inspire-se!

14 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *