Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Arquitetura

Conheça o legado do nosso grande arquiteto André Schmitt

13/09/2019

Santa Catarina perde, lamentavelmente, um dos maiores nome da arquitetura. O profissional contribuiu para o crescimento urbanístico de Florianópolis e participou da construção da sede administrativa da Portobello. Para prestar uma homenagem, o Archtrends faz um resgate de sua história e de suas obras; acompanhe.

André Schmitt, um respeitado arquiteto e urbanista de Santa Catarina, nos deixou nesta quinta-feira (12). Ele foi muito importante não só para desenvolvimento arquitetônico e urbanístico do estado, como também para a história da Portobello, ao projetar o prédio administrativo da fábrica, na cidade de Tijucas, década de 1990, junto ao arquiteto argentino Ricardo Monti

“Se tem algo que o destacava era a sua paixão pela arquitetura e esse foi um dos motivos para trabalharmos tantos anos como sócios, compartilhávamos da mesma missão. Na verdade, André sempre foi referência em qualidade e ética profissional e, sobretudo, sempre foi uma pessoa excelente”, afirma comovido com a perda, Ricardo Monti.

André Schmitt sempre atento aos detalhes, fotografa ambiente durante viagem à Colômbia (Foto: arquivo Ricardo Monti)

André Schmitt sempre atento aos detalhes, fotografa ambiente durante viagem da Asbea à Colômbia (Arquivo: Monti)

Na sequência: André, Simone, Juan Carlos (irmão de Ricardo) e Ricardo (Foto: acervo Ricardo Monti)

André junto à jornalista Simone Bobsin, Juan Carlos (irmão de Ricardo) e Ricardo (Arquivo: Monti)

Sobre a obra da Portobello, um prédio com 8.600 m² de área construída, Ricardo relembra momentos épicos que trabalhou junto a seu amigo e colega de profissão: “foi um projeto feito a quatro mãos, complexo, e o conhecimento que ele me transferiu, que pude captar, nos possibilitou criar uma proposta de acordo com as necessidades da Portobello. Conseguimos agregar seu valor emblemático referente a sua extensão e referência cultural”, conta.

Prédio administrativo da fábrica Portobello, projeto de André Schmitt e Ricardo Monti

Prédio administrativo da fábrica Portobello, projetado por André Schmitt e Ricardo Monti

Croqui histórica do prédio da Portobello (Projeto de André Schmitt e Ricardo Monti)

Croqui histórico do prédio da Portobello (Projeto de André Schmitt e Ricardo Monti)

Estudo preliminar elaborado pelo escritório Desenho Alternativo (Acervo: Portobello)

Estudo preliminar elaborado pelo escritório Desenho Alternativo (Acervo: Portobello)

Schmitt formou-se na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em 1969. Poucos anos depois, começou a morar em Florianópolis depois de um período coordenando obras de implantação do Complexo do Hotel Plaza Hering, para a Rede Plaza de Hotéis, em Blumenau.

Criou, em 1977, o escritório Desenho Alternativo junto a Antonio Aiello e, em seguida, ao  uruguaio Daniel Ceres Rubio. Também tornou-se professor concursado da Universidade Federal de Santa Catarina, até 1995.

Além do prédio da Portobello, Schmitt contribuiu de muitas formas para o universo da arquitetura. Na seara política, foi Secretário de Turismo Cultura e Esporte de Florianópolis nos idos da década de 1980, responsável pela implantação da Fundação Franklin Cascaes e revitalização do Mercado Público. Além disso, deixou marcas importantes na gestão do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF), bem como da Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (AsBEA SC), sendo, inclusive, um dos fundadores da entidade.

Nos grandes projetos, colaborou na construção do Costão do Santinho Resort, plano de urbanização da Praia Brava e um “masterplan” para o Jardim Botânico de Florianópolis.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *