Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Olhar criativo

Catedral de Notre-Dame: relíquia mais valiosa da arquitetura gótica

26/04/2019

No dia 15 de abril de 2019, o mundo parou para assistir 850 anos de história em chamas.

A Catedral de Notre-Dame em Paris foi vorazmente afetada e chocou pessoas do mundo inteiro. Preparamos uma retrospectiva sobre a história da igreja e compartilhamos com vocês no post a seguir!

LEIA AINDA: Arquitetura Gótica: conheça suas características e saiba onde encontrar

É difícil acreditar que um monumento histórico, o qual passou e sobreviveu por anos de trevas e momentos difíceis, foi incendiado em pleno século XXI. A catedral sobreviveu a duas grandes guerras mundiais e a uma possível destruição durante a Revolução Francesa.

Notre-Dame e seu pináculo que ficará para sempre na memória

A primeira pedra da Catedral Gótica mais famosa de Paris foi posicionada em 1.163 pelo Papa Alexandre III. As obras tiveram fim em 1.245 e, após oito séculos de história, a igreja foi vítima de um grande incêndio — ainda com causas desconhecidas — que destruiu seu pináculo, parte do telhado e a sua abóbada. O coração de Paris foi visto em chamas, Notre-Dame, precisamente construída na Île de la Cité — uma ilha no rio Sena —, é considerada o berço da antiga Paris.

Igreja Notre-Dame inserida na paisagem Parisiense

Uma arquitetura riquíssima, marcada por minuciosos detalhes, faz da igreja um dos monumentos mais visitados da Europa, com cerca de 14 milhões de visitantes por ano.

Imagem interna da igreja com seus famosos vitrais

Teto côncavo, formas ogivais, estátuas, vitrais coloridos e arcos diagonais realçam a arquitetura gótica francesa. As torres localizadas na parte frontal permitem uma belíssima vista de Paris, porém é preciso subir 387 degraus até chegar no topo. A subida permite uma perspectiva diversa da arquitetura interna e da parte estrutural da catedral.

A belíssima Notre-Dame e seus ricos detalhes arquitetônicos

A igreja foi palco de numerosos e importantes momentos da história, entre eles vale destacar a beatificação de Joana D’Arc, o coração de Napoleão Bonaparte e a noite de 24 de agosto de 1994, quando os sinos de Notre-Dame soaram para anunciar a libertação da capital francesa da Segunda Guerra Mundial.

Outra curiosidade sobre a igreja é o seu local se inserção. Escavações realizadas no terreno encontraram relíquias de uma antiga cidade romana chamada Lutécia. Hoje, um museu chamado Cripta Arqueológica permite visitas ao local no subsolo da catedral.

Imagem do incêndio

Muitas dúvidas começaram a surgir sobre o que será feito de agora em diante. O diretor-geral da igreja anunciou a construção de uma catedral efêmera na praça em frente à Notre-Dame. Milhões de euros estão sendo arrecadados e a recuperação deve durar cerca de cinco anos. Foi anunciado também um concurso de arquitetura para a construção do novo pináculo.

Sentimos muito pela grande perda arquitetônica e histórica e esperamos que a reconstrução possa salvar parte da história sem apagar definitivamente as marcas do passado.

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *