Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Arquitetura

Dicas e práticas para tornar a fachada de uma casa de dois andares deslumbrante

01/10/2018

É fácil perceber que o encanto de uma bela residência começa por fora. Por isso, elaboramos um post especial para você projetar fachadas incríveis em casas de dois andares. Acompanhe e confira dicas compartilhadas por duas arquitetas!

Responsável por causar a primeira impressão nas pessoas, a fachada é considerada o cartão de visitas de uma residência.

Seu destaque é ainda maior em uma casa de dois andares, quando apresenta altura considerável que permite a visualização a partir de diferentes ângulos e distâncias.

Foi pensando nesse tipo de solução que convidamos duas arquitetas para contribuir com este artigo. Representando o escritório ART Arquitetura, as profissionais Amábile G. Campos e Tuani Giacomossi trazem dicas importantes para compor fachadas modernas e coerentes com o estilo das casas.

Quer conferir um pouco mais sobre o trabalho delas e obter orientações para seus próprios projetos? Continue a leitura e saiba como começar!

A fachada é considerada o cartão de visitas de uma residência

Avalie a estrutura da residência

A concepção de uma fachada é tão importante quanto o planejamento dos espaços internos. Afinal, em qualquer edificação, a parte de fora deve dialogar com as áreas cobertas para que tudo fique harmônico e atenda às necessidades dos moradores.

Não adianta propor um desenho inovador se ele não se encaixar na estrutura da residência. De acordo com as arquitetas Amábile e Tuani, a primeira atitude a tomar é avaliar a obra para garantir a compatibilização de vãos e alinhamento de volumes.

Elas tiveram esse cuidado no projeto que fizeram para uma casa de dois andares na cidade de São João Batista, Santa Catarina. O objetivo era modernizar a fachada da residência a partir da adição de um novo telhado, mudança na paleta de cores e, ainda, troca das esquadrias e revestimentos.

Projeto do escritório ART Arquitetura

Considere o tipo de arquitetura da obra

Os projetos de fachadas devem ter estética adequada ao estilo de arquitetura trabalhado na casa. É preciso ter coerência, não importando se o objetivo é construir um modelo do zero, revitalizar apenas alguns elementos ou modificar o visual da obra por completo.

Esse cuidado deve ser redobrado ao trabalhar com fachada de casas de dois andares, visto que a altura total será maior e manterá a estrutura mais visível a partir da rua.

Nesses casos, é preciso considerar a continuidade dos materiais, abertura e proteção dos vãos, entre outros detalhes importantes para um bom resultado.

fachada concebida pelo escritório ART Arquitetura combina vários volumes, e muitos deles são evidenciados com a diferenciação da altura dos telhados. Apesar disso, tudo se integra a partir da escolha cuidadosa da paleta: uma base neutra complementada por detalhes em tons escuros.

As arquitetas afirmam que a continuidade de materiais gera ritmo e repetição, o que contribui para um aspecto homogêneo. Ainda assim, elas não se prendem à ideia de que tudo o que está em cima precisa se repetir embaixo. “Pelo contrário, levamos em consideração os volumes, interrupções e até mesmo a estrutura”, afirmam elas.

Integre a casa de dois andares ao entorno

Em um espaço de moradia, tanto as áreas externas quanto os cômodos refletem a personalidade dos proprietários. É por isso que a palavra integração faz bastante sentido quando o objetivo é projetar fachadas que sigam a mesma linguagem e estilo das casas.

As responsáveis pelo escritório ART Arquitetura concordam que “uma fachada mais ousada tem um interior mais ousado, e vice-versa”.

Não é à toa que a área de acesso da residência reformada por elas traz a mesma paleta de cores trabalhada na parte de fora. Perceba que um toque de verde também está presente, como se viesse do jardim.

Por falar em jardim, saiba que as plantas estão cada vez mais ligadas aos volumes da edificação. Junto com elas, a luz natural e a artificial se tornam ótimos recursos para integrar a arquitetura ao entorno. Veja a seguir como isso é possível!

Paisagismo

Prever o uso de forrações, arbustos, gramas ou árvores de grande porte é uma excelente estratégia para destacar a casa. Muitas pessoas tiram proveito das variadas cores, texturas e formatos da vegetação na hora de compor um detalhe construtivo ou até mesmo os pisos dos caminhos e calçadas externas.

Nas palavras das arquitetas Amábile e Tuani, “uma planta pode, por exemplo, valorizar e garantir um volume espacial extra a uma área que recebe revestimento”. Elas apontam a versatilidade das flores e folhagens como um diferencial a ser aproveitado, visto que possibilita a demarcação de espaços ou superfícies importantes.

Prever o uso de forrações, arbustos, gramas ou árvores de grande porte é uma excelente estratégia para destacar a casa

Iluminação

O aproveitamento da luz natural ajuda a melhorar a relação interior/exterior. Para isso, é preciso determinar o posicionamento adequado da edificação de acordo com a orientação solar. Esse cuidado não só resulta em ambientes mais iluminados durante o dia, como também garante conforto térmico aos moradores.

As arquitetas destacam a importância de verificar se construções vizinhas, árvores, postes e muros geram sombras que possam prejudicar a entrada da luz natural na casa.

Para evitar problemas, é interessante observar a trajetória do sol ao longo do dia antes de definir a localização, tamanho e modelo das aberturas.

Quanto à luz artificial, vale buscar soluções que permitam evidenciar a vegetação durante a noite. Luminárias com feixe de luz direcionado, por exemplo, podem ser aproveitadas para gerar sombras de plantas com efeitos incríveis sobre a casa.

Utilize ferramentas para estudar opções

Como todo bom profissional, Amábile e Tuani defendem o uso da tecnologia para a realização de testes e experimentações. As arquitetas destacam: “Existem ferramentas conceituais de projetos que usamos em 3D para garantir uma harmonia na fachada: repetição de elementos, análise de simetria e assimetria, adição e subtração de volumes, entre outros.”

Diferentes representações com maquete eletrônica e cálculos específicos se tornam aliados de quem quer fazer estudos de luz, ventilação e até combinações de cores no projeto. Com essas ferramentas, é possível ter noção de como ficará a fachada e chegar ao resultado mais interessante para o cliente.

Escolha materiais de qualidade

Na hora de selecionar os materiais da fachada, tenha em mente que se trata de uma superfície que terá contato direto com as chuvas, umidade, poeira e sol forte. Por isso, os produtos escolhidos devem oferecer beleza e alta resistência.

Na hora de selecionar os materiais da fachada, tenha em mente que se trata de uma superfície que terá contato direto com as chuvas, umidade, poeira e sol forte

Entre diversos tipos de revestimentos para fachadas, o porcelanato é talvez a opção com melhor custo-benefício. Há peças desenvolvidas especialmente para uso externo e que reproduzem com perfeição a aparência das pedras, madeiras, concreto, argila, mármores e superfícies metálicas.

Por aliar variedade de modelos, durabilidade e facilidade de manutenção, o porcelanato foi a escolha de Amábile e Tuani no projeto de reforma.

Elas elegeram uma reprodução de metal em grande formato(60×120cm) para fazer cortes especiais e garantir um visual exclusivo na fachada da residência.

Elas afirmam que buscavam “algo mais ousado para contrastar com o verde do paisagismo. O Steel Cortenera uma forte tendência e casou perfeitamente com o que estávamos imaginando”.

As arquitetas finalizam destacando a importância de considerar os cortes e juntas de dilatação para prever a paginação adequada e, ainda, a necessidade de seguir as orientações do fabricante ao fazer o assentamento com a argamassa correta.

E então? O que achou das soluções adotadas pelas profissionais? Após refletir sobre as escolhas, verá que muitas delas podem ser incorporadas a diferentes projetos de fachadas para casa de dois andares. As adaptações, claro, vão depender da configuração da obra e do estilo desejado pelo cliente.

Após refletir sobre as escolhas, verá que muitas delas podem ser incorporadas a diferentes projetos de fachadas para casa de dois andares

Se você pretende levar essas dicas a outras pessoas, que tal começar no ambiente online? Aproveite e compartilhe o post em suas principais redes sociais!

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *