Menu
Projetos e Obras
Busca

Piscina interna do SPA com uma cobertura de vidro (Foto: Barbara Cassou)

Conteúdo Correspondentes Internacionais

Cap Rocat: antigo forte transforma-se em um dos hotéis mais incríveis das ilhas baleares

04/12/2020

Exemplo de restauração e cuidado com seu entorno, o hotel Cap Rocat mostra que é possível trazer conforto e inovação, ressaltando a história e protegendo o meio ambiente.

O Cap Rocat esconde uma secreta construção que antigamente foi pensada para o uso defensivo. Uma fortificação para protejer a ilha de Mallorca contra ataques marítimos. Na realidade, nunca chegou a desempenhar a sua função e hoje em dia transformou-se em um dos hotéis mais incríveis das Ilhas Baleares, na Espanha. 

O ano 1889 foi quando a construção do forte começou a ser estudada no Cabo Enderrocat, em Mallorca, com o objetivo de cruzar fogos com o Forte de San Carlos, do outro lado da Bahía de Palma, protegendo a ilha contra ataques navais na época. 

Cap Rocat
Vista area do hotel. É possível identificar a arquitetura militar da antiga fortificação (Foto: Barbara Cassou)

Este é um dos maiores fortes da ilha e está escavado diretamente sobre o famoso arenito “marés”. Uma rocha de cor bege-amarelada muito presente na ilha (a catedral de Mallorca também foi construída com ela). A entrada do forte se dá através de um declive de pedra que facilita a camuflagem e a circulação, sendo totalmente cobertos da vista do inimigo desde o mar. 

Felizmente, o forte nunca chegou a ser usado. Em 1970, converteu-se em prisão e, em 1996, foi comprado por uma entidade privada com o objetivo de transformá-lo finalmente em hotel de luxo

Cap Rocat
Entorno do hotel e do antigo forte com vista para a baía de Palma (Foto: Barbara Cassou)

Hoje, a fortaleza arquitetônica de Cap Rocat mantém suas origens e traz um uso turístico para a ilha de Mallorca. Está localizado em uma área natural protegida, com vista privilegiada para a baía de Palma. 

O projeto de renovação do hotel foi assinado pelo arquiteto Antonio Obrador. Respeitando as normativas de um edifício catalogado como “Patrimônio Cultural” e situado num espaço natural protegido, o arquiteto manteve a arquitetura antiga militar, trazendo toque de conforto e interior inspirado em detalhes orientais. 

Cap Rocat
SPA do hotel Cap Rocat com detalhes inspirados na decoração oriental (Foto: Barbara Cassou)

O grande destaque do projeto vai para a piscina interna do spa. Acreditamos que este espaço antigamente era apenas um corredor de passagem a céu aberto. O arquiteto fechou o corredor com um teto de vidro, e rebaixou-o para conceber a piscina. Esculturas em formatos de bolas quadriculadas de diferentes tamanhos compõe o ambiente, tornando-se único. 

Cap Rocat
A piscina externa do hotel Cap Rocat se camufla no entorno rochoso (Foto: Barbara Cassou)

A piscina externa fica camuflada pelas rochas e vegetação do entorno, criando um oásis secreto para os hóspedes. Também há um caminho com acesso ao mar para desfrutar da vista deitado sobre uma chaislongue. Há dois restaurantes dentro do hotel: o Sea Club (um beach club descontraído perto do mar) e La Fortaleza (que ganhou vários prêmios gastronômicos, assinado pelo Chef Víctor García). 

O hotel como um todo oferece uma experiência incrível aos hospedes. Biclicletas podem ser emprestadas para andar pela área da fortificação e um barco também está disponível se algum hóspede deseja fazer um passeio diferenciado pelas calas de Mallorca. 

Cap Rocat
Quartos do hotel Cap Rocat (Foto: Barbara Cassou)

O hotel Cap Rocat também ganhou vários prêmios, dentre eles: “Fortress Study Group Award”, “Most Sensational SPA” no Small Luxury Hotels, “Práticas Ejemplares en Responsabilidad Social”, entre outros. 

Cap Rocat
Entrada principal do forte e atual hotel Cap Rocat (Foto: Barbara Cassou)

Cap Rocat é exemplo a ser seguido quando se trata de restauração respeitando o meio ambiente e exaltando a história do edifício. A maior filosofia do hotel se baseia em cuidados com o impacto meio ambiental, onde ele atua através da sua arquitetura (que ressalta o entorno e a natureza), da gestão sustentável e turismo ecológico. 

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *