Menu
Projetos e Obras
Busca
bauhaus

Conteúdo Correspondentes Internacionais

Bauhaus, um centenário ditando tendências

22/01/2018

Ícone do Modernismo, a Staatliches-Bauhaus, escola de design, artes plásticas e arquitetura, foi fundada em 1919 por Walter Gropius. No ano que vem, será centenária e suas contribuições, com uma influência abrangente e forte, são nítidas até hoje. Veja como!

bauhaus_cartaz

Cartaz de centenário da Bauhaus (Foto: reprodução site Bauhaus)

Nos dias atuais, é difícil encontrar algum aspecto atribuído à arquitetura, ao design e às artes que não traga os vestígios dos ensinamentos da Bauhaus. Em 2018, eles continuam presentes. Veja como relacionar as novas tendências aos “antigos’’ valores desse marco na história!

A planta livre com a integração de áreas internas renova o ambiente criando uma casa prática e funcional. Bauhaus sempre defendeu esse conceito tanto para projetos comerciais como para obras residenciais.

É um estilo muito frequente nos trabalhos do líder francês Le Corbusier, que menciona a planta livre como um dos cinco pontos de uma nova arquitetura.

Você sabia? Linha da Portobello recebe o nome do artista. Para conhecer, acesse www.portobelloshop.com.br

Independentemente da escala do projeto, você verá ainda mais no ano de 2018 a conexão de espaços, com a possibilidade de inserir elementos que podem restringir essa integração em determinados momentos — como painéis fixos, portas, estantes e jardins verticais.

Amr-Moussa_Bauhaus2

Planta livre e integração de espaços (Foto: reprodução site Roo Home)

Amr-Moussa_Bauhaus

Planta livre e integração de espaços (Foto: reprodução site Roo Home)

comodos_bauhaus

Painel metálico dividindo ambientes (Foto: reprodução site Hotel Lujo)

ambiente_estilo_industrial

Integração de espaços, estilo industrial (Foto: reprodução site My Favorite Headache)

Há muita utilização de materiais como aço, concreto e madeira. Walter Gropios – fundador da escola – valorizava a individualidade de cada material e suas diversas possibilidades de usos e experimentos, alargando os campos técnicos e conceituais.

O concreto traz modernidade ao ambiente e é associado à praticidade e funcionalidade. Ele será empregado nos pisos, paredes, acabamentos de lareiras, revestimentos de pilares, vigas, cozinhas, banheiros e até mesmo em peças de decoração, como luminárias e mesas.

bauhaus_ambientes

Pisos e paredes revestidos com concreto (Foto: reprodução site Home DSGN)

Superfícies amadeiradas nunca saem de moda. Neste ano, veremos os tons mais escuros do material em alta.

Mobiliários mixados com madeira e metal, geométricos e lineares com inesperados cantos arredondados também vão estar presentes em 2018. A madeira é uma matéria-prima que nunca falha, oferece grande flexibilidade e variedade de texturas, formas, tonalidades e expressões.

aparador_bauhaus

Aparador em madeira com textura, cores e acabamento arredondado com estrutura metálica (Foto: reprodução site Alessandro Masturzo)

Temos geometrias finas, simplificação de volumes e o design visto como pensamento e produção.

O aço, com o avanço da tecnologia, é muito versátil, criando espaços contemporâneos aliados à flexibilidade. Este ano, o material virá em traços finos e formas retas, trazendo leveza aos ambientes. Veremos o aço inox presente em cozinhas, nos acabamentos das portas, revestimento de paredes e até mesmo em prateleiras abertas, gerando um ar de cozinha industrial.

Ele também virá em acabamentos de metal brilhante e na tendência nunca cessante de misturar metal polido, bronze e escovado. É muito empregado em estantes, jardins verticais, luminárias e estruturas de mesas que carregam as superfícies amadeiradas ou de pedra.

Para ambientes mais modernos, o aço será muito utilizado na sua forma de vergalhão de obra, com a intenção de transformar os elementos estruturais em detalhes aparentes.

mesa_aço

Diferentes estilos de metal na mesma composição de ambiente (Foto: reprodução Pinterest)

estante_bauhaus

Estante e mesas em estrutura metálica (Foto: reprodução site Lema Mobili)

Bauhaus ficou conhecida também pelas pesquisas sobre cores desenvolvidas na escola. Os mestres da Bauhaus uniam os estudos da percepção visual das cores às questões subjetivas. Eles diziam que a relação entre elas coopera no processo criativo, a partir da transmissão de mensagens e sensações.

Com todos os eventos e feiras realizados recentemente, cada vez mais temos certeza da presença das cores em 2018. As tonalidades primárias voltam em alguns elementos, especialmente o vermelho, o amarelo (Minion) e o azul (Klein).

O rosa se faz presente por todas as partes, especialmente o Quartz. Com um mix de cores em tons leves, o uso do degradê também virá para o ano. A tendência é sair das sombras escuras e com pouca saturação de 2017 e valorizar tons mais vitamínicos e naturais.

cor_ambiente

Mistura do piso em concreto e madeira com as cores em destaque dos quadros (Foto: reprodução site Home DSGN)

Não tem como falar de design e não mencionar a escola Bauhaus, que sempre foi uma grande fonte de inspiração e ditadora de tendências.

E você, também se identifica com o estilo da escola alemã? Em quais inovações você apostaria para o próximo ano?

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *