Menu
Projetos e Obras
Busca
bancada de madeira para cozinha

A versatilidade do porcelanato: interpretando a beleza da madeira. (Projeto: Portobello Shop São José)

Conteúdo Matérias

Devo investir em uma bancada de madeira para cozinha?

05/05/2022

A madeira natural é um dos elementos mas procurados para compor diversos espaços em um projeto residencial, mas será que é indicada para a bancada da cozinha? Temos insights legais sobre!

Você já pensou em adicionar uma bancada de madeira na sua cozinha? Essa é uma opção buscada por muitos proprietários de imóveis que estão modificando sua residência e procurando aumentar a sofisticação de cada ambiente. No entanto, existem diversos pontos a se considerar antes de tomar a decisão final para dar um start no projeto arquitetônico com esse material.

Neste conteúdo falaremos de forma pormenorizada sobre as diversas possibilidades que uma bancada amadeirada pode trazer para seu imóvel e também de maneiras de tornar essa peça ainda mais durável.

Quer saber os prós e contras de se ter esse móvel de madeira em sua cozinha? Também traçamos um comparativo e já adiantamos que você irá aprender uma maneira de substituir esse material sem perder a proposta do projeto.

Continue a leitura e confira todas as informações que o Archtrends Portobello trouxe para ajudar você a tomar as melhores decisões para sua obra!

Quais tipos uma bancada de cozinha pode ter? Onde inseri-la?

Quando se está planejando uma cozinha moderna e funcional, o primeiro passo é escolher em qual local você deseja colocar os móveis para que eles formem um design prático e harmônico. Para isso, é importante que conheça os diferentes tipos de bancada e entenda qual ficará melhor em seu projeto.

  • bancada ilha: são aquelas que ficam no centro da cozinha, sem se conectar a nenhuma parede e muitas vezes tem eletrodomésticos acoplados abaixo de seu tampo;
  • bancada península: essas são as peças que estão fixadas em uma parede e podem servir como balcão ou aparador para os utensílios do ambiente;
  • bancada pia: são aquelas encostadas na parede de fundo com o tampo possui a cuba para a pia da cozinha.

E não pense que existem poucas formas de incrementar a bancada da cozinha. Existem modelos em que apenas o tampo da bancada é feito, de fato, de madeira enquanto outros possuem toda a extensão do mesmo material. Ainda, existe uma terceira opção: a indicação do uso de porcelanato que reproduz madeira na bancada na cozinha.

No primeiro caso, é possível utilizar esse material com outros, como metal ou vidro; ou fazer combinações de revestimento para a cozinha. Para o segundo, a recomendação é apostar na decoração sobre o móvel, uma vez que ele serve como uma base neutra. No terceiro – e mais indicado –, a imaginação é o limite!

Independente de qual dessas for sua escolha para o projeto no qual está trabalhando, é preciso destacar que apesar de existirem casos em que uma bancada de madeira na cozinha é uma excelente opção, para manter esse móvel funcional é preciso uma série de cuidados que garantem sua preservação.

área de lazer grande, com integração para sala de televisão e jardim, bancada em formato de L, em madeira e mesas e cadeiras espalhadas pelo espaço
Bancada de madeira com base de concreto, que tal? (Projeto: Victória Fadul)

Quais os tipos de madeira indicadas para bancadas de cozinha?

Existem inúmeras espécies de árvores que são utilizadas como matéria-prima para móveis, mas algumas delas possuem características mais vantajosas para peças grandes como as bancadas e mesas. Conheça um pouco mais sobre os tipos de madeira mais indicados para esse uso!

Madeira de Demolição

A madeira de demolição é o resultado do reuso de madeiras nobres como peroba, cerejeira e outras espécies que já foram utilizadas em outra construção, mas serão aproveitadas em outro móvel. Como esses tipos de matéria-prima são de alta qualidade, são ótimos para produção de peças como bancadas e mesas.

Um grande diferencial é que a madeira de demolição é sustentável, pois não necessita de um corte de uma nova árvore para obter a matéria prima.

Ipê

A característica que transforma o Ipê em uma excelente opção para bancadas e outros móveis é sua resistência tanto à impactos, por ser uma madeira densa, quanto a umidade e parasitas. Certamente se escolher uma peça dessa matéria-prima terá um móvel muito durável.

Cerejeira

Essa madeira tem um tom amarelado bem característico e, por ter um elevado valor de mercado, é uma das mais luxuosas matérias-primas para móveis rústicos. A Cerejeira origina peças com excelente acabamento e um visual elegante.

Cumaru

O Cumaru é uma espécie menos conhecida, mas que não perde em qualidade para as outras listadas. Ele é resistente à ação de cupins e à umidade, sendo uma ótima opção para integrar sua cozinha como uma bancada ilha ou península.

Pinus

O Pinus é uma das madeiras claras mais populares para móveis. Ele pode ser usado em peças maiores, como bancadas, e ainda garante um visual clean para o ambiente. No entanto, é preciso tomar cuidado com fungos e cupins, pois essa espécie é mais suscetível ao ataque desses parasitas.

Existem outras espécies de madeira que já foram muito conhecidas por seu uso em móveis, no entanto, atualmente a extração dessas árvores já não é legalizada por conta do impacto ambiental que a exploração causava.

Ainda que essas opções sejam de excelente qualidade, elas ainda possuem as limitações de uso em uma bancada da cozinha, como explicaremos a seguir. E, assim como outros tipos de madeira, essas necessitam de cuidados específicos para manter sua qualidade e durabilidade.

Quais os prós de uma bancada de madeira em sua cozinha?

Ao montar um projeto é preciso levar em conta quais as vantagens que os materiais e peças escolhidos oferecem. No caso das bancadas de madeira para cozinha podemos destacar a beleza desse tipo de móvel. Este elemento aumenta a elegância do ambiente com um visual harmônico e fácil de combinar com outros materiais.

Tanto as peças que possuem apenas o balcão em madeira quanto aquelas que são completamente feitas dessa matéria-prima adicionam ao ambiente um aconchego a mais. Muitas pessoas relacionam, mesmo que sem querer, as peças desse tipo à locais mais intimistas e familiares. Portanto, utilizá-la em sua cozinha é uma maneira de reforçar esse sentimento de acolhimento sem perder a sofisticação de um projeto bem composto.

Bancada de madeira vertical, com prateleiras de madeira em cima apoiando objetos e bowls. Revestimento da parede branco com textura
Sofisticação, aconchego e delicadeza são os destaques desta composição (Projeto: Portobello S.A.)

Quais são as desvantagens de utilizar as bancadas de madeira natural na cozinha?

Apesar dos pontos positivos desse tipo de móvel para sua cozinha, existem também os aspectos negativos de se optar por essa peça. Entre os principais deles, podemos citar:

  • esse material está propenso a sofrer com o aparecimento e propagação de fungos e insetos;
  • se não impermeabilizado corretamente, o móvel poderá ser deteriorado pela umidade;
  • objetos pontiagudos e impactos podem facilmente causar algum dano à peça;
  • é um tipo de material que queima com facilidade, e pode, por exemplo, manchar quando apoiada uma panela quente em sua superfície;
  • precisa de manutenção constante;
  • não é usável como pia;
  • nem sempre é possível saber a procedência da madeira e sua extração pode gerar danos ambientais;
  • a limpeza é dificultada seja pela absorção de produto quanto pela textura;
  • não é nada sustentável e, em verdade, pode prejudicar o meio ambiente (afinal, nem sempre se sabe a procedência da madeira e sua forma de extração).

Nosso objetivo não é desanimá-lo quanto a decisão de inserir um elemento maciço de madeira em seu projeto, mas chamar atenção para as necessidades específicas dessas peças. Caso não deseje ou não tenha tempo para fazer a manutenção tão detalhada, existe uma outra opção de material que você pode escolher para esse ambiente a fim de manter a estética aconchegante sem todos os problemas que listamos. Veja a seguir!

Madeira em porcelanato: uma opção para utilizar na bancada da cozinha

O madeira em porcelanato é uma possibilidade excelente para quem deseja um visual rústico e ao mesmo tempo sofisticado para seu ambiente. Esse tipo de revestimento pode ser aplicado em superfícies como piso e paredes, no entanto, ele está cada vez mais presente no mobiliário de residências.

Pensando na usabilidade em um projeto, o porcelanato que interpreta madeira possui uma série de vantagens quando comparado às peças de madeira natural. Saiba algumas delas:

  • o porcelanato é um material bacteriostático, que não propicia o crescimento de fungos e nem é uma fonte de insetos como cupim;
  • a resistência desse tipo de material é maior, assim como a durabilidade;
  • esse revestimento não é inflamável, ajudando a evitar acidentes na cozinha;
  • o porcelanato também não é marcado quando entra em contato com objetos quentes, como panelas
  • não é necessário pensar na impermeabilização dessas peças, pois elas não absorvem água como a madeira;
  • é uma superfície simples de limpar e de baixa manutenção;
  • os porcelanatos têm um custo-benefício melhor do que a madeira;
  • não impacta negativamente o meio ambiente;
  • porcelanatos em madeira reproduzem com fidelidade a aparência de diversas espécies, permitindo que varie as tonalidades e combinações que deseja em sua cozinha.

Dessa forma, as bancadas de madeira em porcelanato para cozinha acabam se tornando uma possibilidade ainda mais versátil que a versão natural, pois essa você pode utilizar para a pia sem ter prejuízo algum com a decisão.

Nada impede que utilize também uma combinação entre peças de madeira em porcelanato e móveis com matéria-prima natural. Os materiais cerâmicos disponíveis no mercado representam fielmente os diferentes tipos de madeira que existem e ajudam a compor uma cozinha sem prejuízo estético ou funcional.

Bancada de madeira com porcelanato embutido. Pia grande com duas divisórias e armários embutidos. Tons de madeira claro com cinza
Madeira em porcelanato: a beleza da madeira e a resistência da cerâmica (Projeto: Portobello S.A.)

Cuidados para manter uma bancada de cozinha bonita e preservada

Ninguém compra uma peça em madeira natural para casa com intenção de repô-la a curto prazo, certo? Os móveis desse material devem ser duráveis e de alta qualidade, e para isso é preciso, atentar-se a três pontos capazes de otimizar a longevidade desse objeto.

Bancada em madeira, com planta decorativa e utensílios de cozinha organizado em cima, como colheres e espátulas de madeira
Das florestas frias do norte europeu para o aconchego do seu lar – sem prejudicar o meio ambiente (Projeto: Portobello S.A.)

1. Cuidado com os objetos cortantes

Na hora de cozinhar, utilizam-se diversos utensílios e muitos deles são cortantes. É preciso ter cuidado redobrado para que esses itens não fiquem entrando em contato com a superfície da madeira. Portanto, utilize tábuas ou algum outro tipo de apoio sempre que decidir mexer com facas em cima de sua bancada, por exemplo.

Esse pode parecer um conselho básico, mas muitas pessoas deixam de lado essa precaução por imaginar que o tampo de madeira é resistente o suficiente para não ser realmente estragado por um simples risco. De fato, ele não se quebrará ou perderá o uso por conta dessas situações, no entanto, mesmo que tenha uma peça sem nenhum dano profundo, sua bancada terá aspecto de velha e mal conservada.

Um detalhe desse tipo faz toda a diferença no visual de um ambiente planejado e aquele móvel acaba destoando de todo o resto. Por isso, nada de usar objetos cortantes sem algum tipo de apoio!

2. Fique de olho na impermeabilização

Como a cozinha é um ambiente que está constantemente sendo usado, possui uma umidade maior que cômodos como uma sala e ainda tem objetos em alta temperatura, como as panelas que saem do fogão, a impermeabilização é a saída para conseguir garantir uma proteção a esse móvel.

As bancadas em madeira para cozinha precisam ser impermeabilizadas ao menos uma vez no ano, para que seu material não absorva a umidade e nem seja tão atingido pelo calor dos utensílios, evitando que partes da peça apodreça ou torne-se uma fonte para proliferação de parasitas.

3. Invista no polimento

Assim como os pequenos riscos feito por facas, o uso constante de uma peça de madeira acaba gerando sinais de descascamento. Dessa forma, o móvel libera farpas que machucam os moradores que utilizam aquele espaço e também acaba estragando utensílios de dentro da cozinha.

Para evitar esse problema e deixar sua bancada sempre com uma camada extra de proteção, polir suas peças em madeira natural é indispensável. Só assim manterá esse móvel preservado por muito mais tempo.

Lembre-se: no madeira em porcelanato esses três passos podem ser subvertidos a cuidados básicos com a limpeza do porcelanato.

3 inspirações de decoração de cozinhas com a bancada de madeira?

Confira algumas ideias de formas que pode usar para combinar sua bancada de madeira com outros itens de sua cozinha.

Bancada de madeira com decoração minimalista

Uma decoração minimalista pode ganhar, e muito, com uma bancada de madeira. A madeira, especialmente em suas versões mais rústicas, como madeira de demolição, adiciona um toque rústico de calor e aconchego. O elemento perfeito para esquentar um ambiente em branco e cinza. 

Mesa de madeira atrás do sofá, com banquetas de madeira acolchoadas
Lastras de madeira em tons escuros e veios escuros: arrojado e minimalista (Projeto: Portobello S.A.)

Bancada de madeira com decoração colorida

Bancada central de madeira, com bancos de madeira, detalhes do revestimento da parede coloridos em rosa e branco, bancada da cozinha com utensílios coloridos, prateleira suspensa industrial com xícaras, pires, plantas e copos
A estética oriental pode estar presente na sua cozinha! (Projeto: Portobello S.A.)

Gosta de cores na decoração? A madeira é um elemento chave para compor ambientes coloridos, pois traz aconchego com neutralidade. É um super truque dos profissionais de arquitetura! Nessa cozinha colorida com azulejos rosas, a madeira aparece no forro, nas mesas, nos bancos e na bancada estilo península.

Bancada de madeira acoplada à ilha

Ilha de madeira em uma cozinha quadrada, com armários e móveis planejados em porcelanato
A sobriedade que o madeira em porcelanato em madeira passa ao ambiente é encantadora, você não acha? (Projeto: Heignne Jardim)

A ilha central da cozinha pode ganhar muito mais funcionalidade com a adição de uma bancada de madeira. Acoplada em altura inferior, ela funciona como uma mesa. Assim a bancada pode ser utilizada tanto para o preparo de alimentos, quanto para refeições. Visualmente, a madeira adiciona um toque de aconchego à cozinha, que ganha jeito de copa.

Agora que entende melhor em quais casos uma bancada de madeira para a cozinha é indicado e em quais você deve escolher outro material, utilize todas essa informações para fazer a melhor decisão para incluir em seu projeto. Confira também outros conteúdos disponíveis no Archtrends Portobello e aprenda ainda mais sobre os assuntos que vão fazer a diferença em sua obra!

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *