Menu
Projetos e Obras
Busca
azulejo de metrô

Conteúdo Arquitetura

Subway tiles: tudo sobre a tendência que trouxe de volta os azulejos de metrô

29/04/2019

O azulejo de metrô é um recurso centenário que se reinventou e se tornou tendência de decoração nos últimos anos. Mas você sabe como usá-lo em seus projetos? Então, leia para aprender!

Uma das grandes tendências de decoração para 2019 é o azulejo de metrô. Também chamado de subway tiles (termo mais usado em plataformas internacionais, como o Pinterest ou Instagram), esse tipo de revestimento se destaca pela grande versatilidade de cores, modelos e efeitos alcançados via sua aplicação.

Mas você sabe o que é o azulejo de metrô e como utilizá-lo nos seus projetos? Que tipo de estilo de decoração comporta esse revestimento? Como combiná-lo com cores e outros materiais? A resposta para essas e outras perguntas está nas próximas linhas. Portanto, continue lendo!

O que é e de onde veio o azulejo de metrô?

azulejo de metrô

Detalhes de uma parede revestida com a linha Paris

Muito popular atualmente — e com a perspectiva de ficarem ainda mais nos próximos meses e anos —, os azulejos de metrô não são uma novidade. Para ser mais preciso, eles existem há pelo menos 115 anos, uma vez que o primeiro registro desse revestimento tenha sido em 1904, em Nova York, pela dupla George Heins e Christopher Grant La Farge.

As peças, criadas num formato de 3’’ x 6’’, nasceram de uma necessidade típica da época: a obsessão com higiene. Os cidadãos do começo do século XX valorizavam muito a limpeza dos espaços públicos. Por causa disso, o azulejo foi o material usado para revestir as estações de metrô (uma novidade na época): é um material impermeável, que não suja facilmente e é bem simples de limpar.

Para revestir os metrôs, os designers escolheram azulejos brancos, já que essa cor reflete muita luz e ajudava a clarear os ambientes (o que é especialmente útil em partes subterrâneas). Ou seja, inicialmente, os subway tiles foram criados com foco na funcionalidade. Foi só depois, quando o material começou a ir para dentro das casas das pessoas que ele ganhou aspecto estético.

Como usar o azulejo de metrô na decoração de projetos?

azulejo de metrô

Detalhes de um ambiente decorado com o azulejo metrô

Quando olhamos para a origem do azulejo de metrô, conseguimos entender onde ele é mais bem aplicado na decoração de um projeto: nos ambientes úmidos e que necessitam aparentar limpeza maior. Por exemplo: lavabo, banheiro ou cozinhas.

A razão disso é simples: o azulejo é um material fácil de limpar e muito difícil de ficar sujo. Isso acontece porque ele é impermeável e não absorve água ou outros líquidos. Portanto, esse revestimento se comporta muito bem nos cômodos citados.

Isso não quer dizer que esse revestimento só pode ser usado nesses ambientes. Ele também fica bem em outros lugares — especialmente em alguns tipos de sala e ambientes comerciais. Entretanto, a aplicação mais comum para os azulejos de metrô é nos cômodos mais úmidos mesmo.

Paginação

azulejo de metrô

Lavabo moderno revestido com a linha Paris

Uma das características mais marcantes do subway tile é a sua versatilidade. Nós falaremos sobre isso com mais detalhe no próximo tópico, mas podemos adiantar um pouco do assunto aqui. Basicamente, o azulejo de metrô consegue se adaptar a muitos estilos decorativos, dependendo de como for feita a sua paginação.

Seu formato retangular, que lembra um tijolo, oferece duas paginações básicas: a amarrada e a alinhada. Mas um decorador criativo conseguirá encontrar vários padrões diferentes para aplicar esse tipo de revestimento.

Um exemplo é a paginação Chevron — também chamada de espinha de peixe. Ela é ideal para ambientes mais elegantes e sofisticados, especialmente quando usada na cor branca ou preta. Quando utilizada em tons coloridos, passa jovialidade para o ambiente, como nesse projeto de cozinha.

Outro exemplo é a paginação na diagonal — um pouco mais divertida e extrovertida. Pode ser usada com peças coloridas, para compor uma decoração mais leve e jovial, tanto na cozinha, como no banheiro.

Os azulejos também podem ser aplicados em paginação dama ou escama, cada uma com um efeito diferente. Por exemplo, peças coloridas aplicadas em paginação dama ficam excelentes no frontão da pia, se os tons usados harmonizarem com o restante da decoração.

Por fim, mas mais rara, é a aplicação dos azulejos na vertical. Essa é uma tendência bem recente e nem todo mundo foi convencido por ela ainda. O efeito é curioso e pode ajudar a dar uma sensação de maior altura no cômodo (mais ou menos como as roupas listradas fazem com o corpo humano).

Rejunte

azulejo de metrô

Detalhes de um lavabo com decoração moderna

Um detalhe importante no uso do azulejo de metrô é o uso do rejunte na sua aplicação. Aliás, essa é uma das razões que ajuda a entender a recente popularidade do material: como ele exige menos rejunte que as pastilhas, começou a substituí-la nas paredes de banheiros.

Tradicionalmente, os azulejos aplicados nas estações de metrô em Nova York (e também em cidades europeias como Londres, Paris ou Lisboa) usam rejuntes um pouco mais evidentes do que a aplicação residencial de azulejos. Se você quiser replicar o mesmo visual, precisaria deixar o rejunte com uma largura um pouco maior também.

Dito isso, não é obrigatório que os azulejos de metrô sejam aplicados nesse estilo. Se quiser, você pode optar por rejuntes mais finos e mais discretos — a criatividade é o limite nesse caso.

O mais importante sobre o rejunte é se ele contrastará ou não com a cor do azulejo. Por exemplo: o tradicional azulejo branco com rejunte escuro ou com rejunte claro.

No caso de um rejunte contrastante, a vantagem é ter um visual mais parecido com o das estações de metrô americanas e europeias. Ajuda a compor um ambiente mais industrial, rústico e urbano. Dessa forma, funcionam bem em cozinhas mais industrializadas, especialmente se forem no formato americano conjugadas com salas com tijolinho rústico.

Já no caso de um rejunte de mesmo tom, a parede ganha simplicidade e continuidade. Essa combinação é mais indicada para decorações minimalistas e até mesmo para tentar dar maior sensação de amplitude a um cômodo pequeno.

Como combinar o azulejo de metrô em uma decoração?

azulejo de metrô

Ambiente revestido com azulejos amarelos, dando vida ao ambiente

Com mais de 100 anos de idade, existe uma razão para o azulejo de metrô ainda ser tendência — especialmente nos últimos anos — e não ter ficado esquecido no século passado: versatilidade.

Existem muitas opções de cores para os azulejos, tornando esse revestimento perfeito para ser inserido em qualquer tipo de banheiro ou cozinha. Além disso, é um tipo de material que combina muito bem com outros estilos e elementos.

Por exemplo: suponha que o estilo de um projeto é industrial. Você colocou tijolinho aparente na sala, móveis com aramado, chão que reproduz madeira, mas e na cozinha ou banheiro? Uma ótima ideia é usar os azulejos de metrô. Se o teto for de concreto, é possível combinar bem com as peças brancas e rejunte cinza ou mais escuro. Dependendo dos móveis do lugar, é possível usar tons claros de amarelo, azul ou verde.

Já se o projeto for para um ambiente mais clássico e elegante, os azulejos ficam melhor quando paginados em espinha de peixe, possivelmente em uma cor mais escura, com o rejunte no mesmo tom.

Em termos de cores, são muitas as opções para ilustrar os seus projetos e trazer personalidade para cada ambiente. Um exemplo disso é a nova linha da Portobello, a Paris, que traz cor e vida para os azulejos de metrô.

A linha tem opções em várias cores, desde as mais básicas como branco, cinza ou preto, até a cor do ano pela Pantone, a Living Coral. A Paris ainda conta com peças em azul, verde, marsala e amarelo — esse fica perfeito em uma cozinha simples e aconchegante —, tem uma opção para cada projeto.

Se você gostou de conhecer mais sobre o azulejo de metrô e já começou a pensar em como usá-lo em seus projetos futuros, aproveite para conhecer as novas linhas de revestimento da Portobello e se planejar para usá-los em conjunto em 2019!

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *