Menu
Projetos e Obras
Busca
Arquitetura modular

O céu não é o limite nesse estilo construtivo que desafia a lei da gravidade (Foto: Unsplash)

Conteúdo Matérias

Arquitetura modular: quando a estrutura também é industrial

23/12/2020

Descubra o que é a arquitetura modular e como as suas soluções e os seus conceitos dão um novo norte às construções mundiais!

As cidades grandes parecem espremer cada vez mais as pessoas. Seja em ruas e calçadas ou dentro de casas e apartamentos. No sentido oposto, temos a arquitetura modular. Com a promessa de projetos ao estilo “homeopático”, ela oferece espaços planejados do jeito que cada usuário precisa.

No mundo da construção, nem só de alvenaria as obras são feitas. Esse modelo, apesar de estar consolidado e ser a primeira opção da maioria das pessoas, tem, com a chegada de novas tecnologias, a sua eficiência questionada. E as construções modulares já são as maiores responsáveis por colocar esse padrão em xeque.

Descubra espaços, crie áreas feitas sob medida e acople vários “pedaços” de uma obra com a arquitetura modular, um padrão que já é realidade e se molda a cada dia. Conheça tudo sobre esse modelo construtivo no nosso artigo de hoje!

O que é a arquitetura modular?

A construção modular, em poucas palavras, é aquela que se utiliza de módulos pré-fabricados para fazer a montagem de um projeto inteiro.

Ou seja, acrescentar ou tirar partes de uma obra não vai comprometer a sua estrutura. Na verdade, isso só contribui para dar diferentes caras e usos.

De forma técnica, a arquitetura modular é a arte de conceber e executar uma construção integralmente feita por partes pré-fabricadas. Todas as fases do projeto são agraciadas com o uso de tecnologias avançadas.

Arquitetura modular
Uma dessas tecnologias é o Building Information Modeling (BIM), software que cria todo o projeto em 3D e reproduz tudo o que será encontrado no mundo físico (Foto: ndBIM)

Com todos os módulos de um projeto prontos, basta transportá-los com um processo logístico bem orquestrado. Assim, edifícios, conjuntos habitacionais e escolas são feitos em tempo recorde, mas sem pecar na qualidade.

Quais são as características das construções modulares?

A arquitetura modular não se restringe a módulos feitos de determinado material ou mesmo um estilo de produção. Ela é formada por uma cadeia de processos que torna cada projeto singular.

Veja as principais características da arquitetura modular:

  • projetos enxutos ou arrojados: equipes menores, menos materiais e quase zero de resíduos em obras mínimas ou máximas em tamanho e ousadia;
  • tecnologias: BIM e lean manufacturing — conceito industrial de fazer o máximo com o mínimo, com os processos mais eficientes possíveis;
  • materiais: madeira, contêiner, aço, light steel frame — a estrutura de aço — e vidro compõem as construções modulares;
  • personalização: possibilidades limitadas apenas pela área de construção e pelo orçamento.

Quais são os benefícios da arquitetura modular?

Esse tipo de construção traz diversas vantagens, tanto voltadas ao próprio método de trabalho quanto para quem vai utilizar o local.

Conta com tecnologias avançadas de isolamento e captação de energia

A tecnologia construtiva modular traz os diferenciais de isolamento acústico e térmico, de acordo com a finalidade do projeto e as necessidades de quem vai usá-lo. Além disso, ele pode ter sistemas de alimentação via energia solar.

Arquitetura modular
Placas podem ser posicionadas em diversos locais, assim como os módulos da construção (Foto: Unsplash)

Amplia as possibilidades de aplicações

A arquitetura modular não tem limites de aplicação. Por sua versatilidade, ela funciona para projetos residenciais, públicos, corporativos, de curta duração e empreendimentos imobiliários, entre outros.

Garante a mobilidade da obra

A facilidade de transporte dos módulos faz da arquitetura modular um tipo de construção que pode embarcar em qualquer roteiro.

Além da vantagem de serem transportados para qualquer local, projetos modulares ainda podem ser desmontados e receber novas partes, fazendo do estilo “mutante”.

Permite a personalização

As amplas possibilidades de personalização trazem um apelo de exclusividade aos projetos modulares. Isso atende desde obras simples de moradia até casas luxuosas.

Arquitetura modular
Aplicação de revestimentos avançados como o porcelanato são possíveis nesse padrão de arquitetura (Foto: Unsplash)

Tem bom custo-benefício

Ainda que o valor de compra seja elevado para os consumidores finais, de forma geral, o custo-benefício de projetos modulares é bom.

Afinal, com quase zero perda de material e equipe enxuta, no todo, o investimento compensa.

Os principais pontos que provam esse benefício financeiro são a rápida entrega da obra completa e a alta durabilidade do conjunto.

Gera menos entulho

Com contêineres, madeiras, vidros e estruturas de aço projetadas e executadas com um fim específico, a perda de materiais, pelo excesso ou por erros de projeto, é quase zero.

Eventuais peças de apoio e acabamentos podem ter um pequeno descarte na montagem, mas isso não atrapalha em nada o trabalho das equipes.

Otimiza o tempo

A pré-fabricação de módulos em ambientes externos e internos ajuda a manter a produção em movimento, mesmo quando chove.

Na montagem, acoplar cada módulo pronto e depois finalizá-lo com acabamentos internos, encanações e rede elétrica é uma questão de poucos dias.

Traz segurança

Para a equipe de montagem, a arquitetura modular é ainda mais segura, pois tudo é calculado meses antes e reproduzido em softwares.

Arquitetura modular
Com máquinas desempenhando a maioria do trabalho, o risco de acidentes humanos diminui (Foto: PBC Today)

É sustentável

Com o uso de produtos em menor escala, materiais calculados precisamente e o mínimo de interferência no ambiente de construção, a arquitetura modular é muito sustentável.

Quais são as principais aplicações das construções modulares?

Mais do que residências, a arquitetura modular está como nenhuma outra alinhada às mudanças do mundo, que exigem adaptações e soluções rápidas.

Construções de prazo curto

Residências usadas para acompanhamento de obras e projetos curtos, como base para venda de imóveis e eventos, entre outros, são montados facilmente com a arquitetura modular.

Conceitos experimentais

Casas que ousam experimentar novos formatos, composições e conceitos também estão no topo desse tipo de arquitetura. Nesse sentido, o limite é a imaginação e até onde a tecnologia e o terreno permitem ir no projeto.

Arquitetura modular
Lojas, restaurantes e locais de serviços são alguns dos preferidos desse conceito, pela versatilidade de uso (Foto: Unsplash)

Projetos habitacionais

Conjuntos habitacionais podem ser construídos em tempo hábil para atender demandas locais em um prazo muito curto. Também é possível oferecer segurança e personalização específicas para cada comunidade.

Obras públicas

Projetos públicos, como hospitais de campanha, banheiros, quiosques em parques e orlas, bem como observatórios e decks, são exemplos de construções resolvidas rapidamente com a solução modular.

Escolas

Centros de ensino estão entre as obras mais beneficiadas com a arquitetura modular. Esses projetos podem ser ampliados, ajustados e personalizados frente aos objetivos de cada instituição.

Um ponto alto desse modelo construtivo é a possibilidade de levar o ensino a locais distantes, por meio de escolas em comunidades que têm pouca ou nenhuma estrutura.

Em quais projetos a arquitetura modular se destaca?

Vários projetos já se destacam pelo mundo e provam o que a arquitetura modular é capaz de fazer em prazos curtos. De construções verticais a experimentações, obras não faltam nesse novo padrão de criar e executar.

Dormitório para funcionários da Broad Sustainable Building

A empresa Broad Sustainable Building mostrou que dá para ir muito além em construções modulares quando o assunto é entregar espaços de uso constante.

O grupo chinês conseguiu subir nada menos do que um prédio de seis andares com 15 mil m² para alocar os seus funcionários próximos de uma de suas unidades.

Pier 57

Em Nova York, a proposta é transformar um imenso píer em um shopping feito de contêineres.

Arquitetura modular
O conceito está em desenvolvimento e vai aproveitar uma base já pronta, para erguer de forma sincronizada e rápida as peças de aço “aposentadas” das cargas de navios (Foto: Hudson River Park)

Entre os serviços que vão compor o local estão restaurantes, lojas, escritórios, teatro e mirante.

Reflection of Mineral

Um local que tem alma futurista e corpo modular. Assim pode ser resumida a Reflection of Mineral, uma casa em Tóquio com ares minimalistas.

Arquitetura modular
O espaço foi concebido pelo arquiteto Yasuhiro Yamashita e é incorporado à essência de Tóquio com discrição (Foto: Ignant)

A cidade, que é agitada, passa por mudanças velozes e altera a rotina e os hábitos de seus moradores. Isso pede por projetos que otimizem ao máximo o espaço, mas que não devem deixar de lado a arte.

Y-Cube

Criada pelo arquiteto Richard Rogers, um dos pais da arquitetura high-tech, o Y-Cube é um conjunto habitacional em Londres.

Arquitetura modular
Guindaste leva uma casa inteira no projeto de Rogers. Medo? Na arquitetura modular, tudo é calculado para ser encaixado com maestria e segurança (Foto: Rogers Stirk Harbour + Partners)

As moradias carregam as cores vivas que Rogers emprega em seus demais projetos e foram concebidas como lares temporários para qualquer pessoa que precise usar.

Ao todo, são 36 apartamentos bem divididos, feitos com madeira e criatividade, para proteger com segurança das intempéries.

As construções modulares provam que dá para fazer, assim como no minimalismo, mais com menos. A exatidão, o cronograma justo e os poucos materiais são marcas desse novo processo de construir, que mostra resultados positivos em vários cantos do mundo.

Ou seja, se há um estilo que sintetiza a vida contemporânea, entregando construções seguras, bonitas e personalizadas, esse é a arquitetura modular. Nesse ritmo, ela vai conquistar cada vez mais pessoas e espaços.

A arquitetura modular segue muito a premissa da sustentabilidade. Veja como esse movimento ditará as regras no mundo pós-pandemia!

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *