Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Colunistas

Archademy, primeira aceleradora para escritórios de Arquitetura e Design de Interiores, chega à Florianópolis

18/12/2019

Com infraestrutura que vai muito além do compartilhamento do espaço físico, unidade inaugura a expansão fora de São Paulo em março de 2020.

O mercado de arquitetura e urbanismo brasileiro cresceu 5,4% em 2018, somando mais de 1,5 milhão de serviços realizados por profissionais da área, conforme dados do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU-BR), divulgados em julho deste ano. Projetos Arquitetônicos e Execução de Obras continuam sendo as principais atividades realizadas na área, que concentra 85% dos profissionais. Responsável por um quarto das atividades realizadas no Brasil, São Paulo foi o estado que apresentou o maior crescimento anual (9%). 

Bastante pulverizado, o mercado de arquitetura é composto por um grande número de pequenos e médios escritórios. Ao todo, 75% das empresas não possuem mais de cinco funcionários, mas seu poder de influenciar o cliente é enorme: 50% das vendas do segmento de alto padrão são especificados por Arquitetos ou Designers de Interiores. 

Esses dados apontam para um negócio que tem menos de dois anos e já pode ser considerado um sucesso no segmento: a Archademy, aceleradora de escritórios de Arquitetura e Design de interiores. E Florianópolis vai receber a primeira unidade fora de São Paulo em março de 2020, localizado no complexo Cidade Milano, no Centro da Capital. “Consolidamos o mercado para empoderar pequenos escritórios e conectá-los às grandes marcas do mercado. Os fornecedores, por sua vez, conseguem mapear as tendências e desenvolver produtos mais voltados às novas demandas do consumo”, destaca Anna Rafhaela, sócia da startup.

A Ilha de Santa Catarina deslanchou na frente principalmente pelo empenho da arquiteta e empreendedora Vivian Altebarmakian, que já fez parte da comunidade Archademy, em São Paulo. “Florianópolis tem potencial, é um polo criativo, de inovação e a cidade será um laboratório para o projeto de expansão”, afirma Vivian, que mora na Ilha há poucos meses e uniu a necessidade pessoal com a oportunidade de trazer o negócio para a Capital. 

A Archademy já acelerou mais de 150 escritórios de Arquitetura e Design de Interiores e encerra 2019 com faturamento em torno de R$ 3 milhões. O forte aumento da demanda tem impulsionado a expansão. Até final de 2020, irão abrir unidades em Santos, Curitiba, Porto Alegre, Brasília e Belo Horizonte. Hoje a Archademy tem três unidades em São Paulo, no Itaim, na Alameda Gabriel Monteiro da Silva e dentro do Lar Center, shopping especializado em decoração. 

MUITO ALÉM DE UM COWORKING

A startup surgiu para atender um mercado em movimento, sintonizado com as profundas mudanças no campo de trabalho e atenta aos novos comportamentos frente ao contexto contemporâneo que estamos inseridos. A Archademy tem uma infraestrutura de coworking, mas vai muito além do compartilhamento do espaço físico. O principal objetivo é apoiar o crescimento de escritórios para que consigam se consolidar no mercado e otimizar resultados. 

Projeto de arquitetura de interiores da Archademy, com 1.600m², quatro pavimentos e setorizado de acordo com o uso (Imagens: Davi Prado)
Projeto de arquitetura de interiores da Archademy, com 1.600m², quatro pavimentos e setorizado de acordo com o uso (Imagens: Davi Prado)
Projeto de arquitetura de interiores da Archademy, com 1.600m², quatro pavimentos e setorizado de acordo com o uso (Imagens: Davi Prado)
Projeto de arquitetura de interiores da Archademy, com 1.600m², quatro pavimentos e setorizado de acordo com o uso (Imagens: Davi Prado)
Projeto de arquitetura de interiores da Archademy, com 1.600m², quatro pavimentos e setorizado de acordo com o uso (Imagens: Davi Prado)
Projeto de arquitetura de interiores da Archademy, com 1.600m², quatro pavimentos e setorizado de acordo com o uso (Imagens: Davi Prado)

“Trabalhamos para profissionalizar os escritórios para se tornarem empresários”, explica Vivian. Para isso, várias ferramentas são disponibilizadas para quem está inserido neste ecossistema como mentorias, treinamentos em vendas, workshops, biblioteca de amostras, eventos, assessoria na gestão de orçamentos e networking.

“A ideia é oferecer um espaço com instalações e serviços especialmente pensados para os escritórios de Arquitetura e Design em um ecossistema capaz de gerar novas conexões, relacionamento e oportunidades de negócios aos profissionais da comunidade Archademy”, firma Anna Rafhaela.

Em quase 2 anos de operação, a Archademy se tornou o ponto de conexão e geração de negócio entre grandes empresas e escritórios do mercado. A troca de conhecimento, experiências e atendimento personalizado de fornecedores são algumas das principais virtudes do ecossistema, por isso a parceria com empresas do setor.

PROJETO ARCHADEMY FLORIANÓPOLIS

O prédio da Archademy, com 1.600m² aproximadamente e quatro pavimentos, está localizado no complexo Cidade Milano, emoldurado pela exuberante Casa Hercílio Luz, completamente restaurada em 2019, e o paisagismo de Benedito Abbud. A edificação tem projeto do Espaço Livre Arquitetura, com elementos de fachada para conforto térmico e solar desenhados pelos arquitetos Eduarda Tonietto, diretora do empreendimento, e Marchetti Bonetti+. O projeto luminotécnico do interior foi feito pelo Studio FAI, da arquiteta Francine Cardoso.

Casa Hercílio Luz integra o complexo Cidade Milano, onde está inserido o prédio da Archademy (Fotos: Mariana Boro)
Casa Hercílio Luz integra o complexo Cidade Milano, onde está inserido o prédio da Archademy (Fotos: Mariana Boro)
Casa Hercílio Luz integra o complexo Cidade Milano, onde está inserido o prédio da Archademy (Fotos: Mariana Boro)
Casa Hercílio Luz integra o complexo Cidade Milano, onde está inserido o prédio da Archademy (Fotos: Mariana Boro)

O potente conjunto arquitetônico revela um dos princípios do restauro contemporâneo que é o do respeito as preexistências, ou seja, o equilíbrio entre a imagem antiga do palacete, datado de 1848, e o novo volume de linhas limpas e geometria rigorosa. 

De autoria coletiva, o projeto de interiores se adequa ao ineditismo da proposta da aceleradora somando funcionalidade à alma criativa e dinâmica própria do ecossistema proposto pela Archademy. Bárbara Ramos, Davi Prado e Guilherme Garcia, ganhadores do Archathon 2018 – workshop organizado pela startup – apostaram numa paleta de cores de base neutra como partido de projeto. Para impactar, usaram as cores em locais específicos e junto a comunicação visual em pontos estratégicos, além de optar pela madeira para aquecer os espaços e conferir aconchego. 

A vegetação está presente em todos os pavimentos, exercendo seu papel de protagonista quando se pensa no bem-estar dentro dos ambientes de trabalho. Outro fator importante é a iluminação natural e a relação com o entorno. Os jovens arquitetos tiraram partido da arquitetura da edificação para explorar a relação com os visuais. 

SOLUÇÕES PRÁTICAS 

Setorizado de acordo com o uso, o acesso à recepção se dá pelo primeiro pavimento, que possui pé direito duplo e é demarcado por uma instalação com pendentes. Em seguida, o café é apresentado dentro do modelo grab and go, (significa “pegue e vá”), cujo atendimento consiste na oferta de alimentos e bebidas prontos para consumo. Ainda neste andar tem o showroom das marcas parceiras e as salas de reunião dispostas lado a lado numa grande caixa de vidro para garantir a relação visual com a Casa Hercílio Luz.

No pavimento térreo está localizada a área de trabalho, com acesso restrito aos usuários e infraestrutura completa para receber os escritórios. O ambiente integrado terá 65 estações de trabalho, divididas em módulos para seis, oito e dez pessoas, além de copa e lavabos sem distinção de gênero. Como pano de fundo para esse ambiente foi disposto um grande volume multifuncional de marcenaria que abriga os lockers individuais, espaços de estar e impressoras. Call rooms e reuniões informais também poderão ser realizadas neste espaço demarcado com cores específicas.

As áreas técnicas como depósito, servidor e vestiários foram locadas no subsolo. Esse pavimento conta também com salas individuais para escritórios de até seis pessoas, lounge e sala multiuso. Para maximizar a entrada de luz natural, as divisórias próximas às janelas são todas em vidro, para que a luz chegue aos ambientes que não possuem aberturas para o exterior do edifício.   

PARA CURTIR A PAISAGEM 

A localização privilegiada reserva uma surpresa no último pavimento: a vista para o mar da Beira-Mar Norte e, do outro lado, o entorno com a Casa Hercílio Luz e seu projeto luminotécnico exuberante que valorizou e as fachadas, tornando monumental a edificação vista da rua além de conferir aspecto contemporâneo ao patrimônio tombado.  O projeto de iluminação da arquiteta Marina Makowiecky ficou em segundo lugar na categoria CONSTRUÇÕES, no IX Prêmio Abilux Projetos de Iluminação 2019, realizado pela Associação Brasileira da Indústria de Iluminação, em parceria com a AsBAI(Associação Brasileira de Arquitetos de Iluminação.

O rooftop é um local de eventos que recebeu um pergolado metálico e cobertura de vidro para abrigar um espaço gourmet. O restante do ambiente foi trabalhado como terraço fazendo uso de vegetação, iluminação pontual e mobiliário solto para arranjos variados conforme a demanda do evento.

COMO FAZER PARTE

Prevista para inaugurar em março, a aceleradora conta com o investimento de grandes marcas do segmento como Portobello. O plano é anual, e cada estação, independente de estar dentro de uma sala privativa ou não, custará R$ 699,00 (seiscentos e noventa e nove reais)/mês. 

Acesse o site para saber mais https://www.archademy.com.br/

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *