Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Matérias

3 dicas de uso e aplicação de cerâmicas para revestimentos

27/07/2018

A cerâmica faz parte da história de diversos povos e mantém sua utilidade nas soluções atuais de arquitetura. Venha conhecer as principais aplicações desse material tão versátil e que pode fazer a diferença na composição de superfícies revestidas!

fabricação da cerâmica é um processo dominado pelo homem há cerca de 15 mil anos. Trata-se de um dos materiais mais antigos produzidos pela humanidade e que, graças à sua durabilidade, continua sendo empregado em soluções de diversas áreas: artesanato, construção civil e até indústria de tecnologia de ponta.

O nome cerâmica vem do grego “keramos”, que significa argila (barro retirado do solo) ou terra queimada. A produção de instrumentos, peças e ferramentas a partir dessa matéria-prima se tornou necessária em diversas sociedades e, com o tempo, passou das civilizações mais antigas e primitivas para os povos do Oriente e Ocidente.

A técnica consiste na mistura de água com argila para a obtenção de uma massa plástica e fácil de moldar. Em seguida, são criados objetos com diversos formatos e tamanhos, a exemplo de vasilhas, tijolos, telhas, pisos e revestimentos. As peças prontas perdem umidade e são submetidas a altas temperaturas para que adquiram rigidez e resistência.

A cerâmica para a construção civil surgiu na Antiguidade e passou por melhorias após a Revolução Industrial. Hoje, o material é produzido em massa e utilizado como acabamento em todo tipo de obra, seja residencial ou comercial.

Quer entender melhor as aplicações desse produto tão versátil? Acompanhe as três dicas deste artigo e saiba como tirar proveito de inúmeros modelos de cerâmicas para revestimentos!

1. Em pisos e paredes para garantir segurança e facilitar a limpeza

revestimento de cerâmica pode ser aproveitado em diversos ambientes, com aplicação mais comum seja em pisos e paredes. Trata-se de uma excelente opção para levar design de qualidade às principais superfícies da edificação.

A facilidade de limpeza é um dos principais diferenciais da cerâmica. Logo, além de cobrir diferentes áreas com cores e desenhos de qualidade, esse material também garante praticidade e reduz o trabalho com higienização e manutenção.

Na necessidade de limpar, basta utilizar uma vassoura de cerdas macias e finalizar com um pano umedecido e um pouco de detergente neutro. A cerâmica esmaltada é uma ótima opção porque não apresenta poros e, consequentemente, não deixa espaço para o acúmulo de poeira, fungos e bactérias.

Para provar que se trata de um produto versátil para superfícies verticais e horizontais, trouxemos como exemplo um projeto do escritório Tumpar Diseño, de La Paz, Bolívia. Em um ambiente concebido para o restaurante Tendanza, os profissionais aplicaram Toki Algodão na parede e Fog Natural retificado no piso.

Projeto do escritório Tumpar Diseño

Projeto do escritório Tumpar Diseño

As peças utilizadas vêm de duas linhas trabalhadas com cores claras, o que permitiu compor uma base neutra para receber diferentes elementos. No local, ganham destaque o verde das plantas e o marrom presente no mobiliário, nas vigas estruturais da cobertura e nos cachepôs que abrigam a vegetação.

Outra caraterística que deve ser pensada na escolha de pisos e revestimentos de porcelanato ou cerâmica é a segurança, especialmente em áreas de tráfego intenso. Nesses casos, as peças que oferecem resistência ao escorregamento (conhecidas como “antiderrapantes”) são as mais indicadas.

2. Para destacar o ambiente e decorar com bom gosto

Uma solução bastante ousada e capaz de valorizar qualquer ambiente é a aplicação de revestimento de cerâmica em itens do mobiliário. O material já foi muito empregado em superfícies horizontais e verticais de móveis e elementos estruturais.

Como exemplo, temos as peças aplicadas sobre bancadas de banheiros, tampos de mesas e bases de balcões. Assim como os azulejos, pedras naturais e ladrilhos hidráulicos, as cerâmicas podem ser aproveitadas como ornamentos do mobiliário.

Entre os projetos de destaque está o móvel desenhado por profissionais do escritório Espaço & Casa Arquitetura e Interiores, de Arapongas, PR. Trata-se de uma mesa com tampo completamente coberto por peças Toki Chuva. A superfície brilhante do revestimento chama a atenção e faz do modelo algo original.

As mãos de um artesão criou a base para sustentar inúmeras peças, possibilitando diversas combinações dos produtos Portobello. Projeto de Espaço & Casa Arquitetura e Interiores.

As mãos de um artesão criou a base para sustentar inúmeras peças, possibilitando diversas combinações dos produtos Portobello. Projeto de Espaço & Casa Arquitetura e Interiores.

Para efeito de continuidade, é possível investir nas cerâmicas com acabamento retificado. Assim, o encontro das placas se torna menos visível e deixa a superfície homogênea, como se fosse trabalhada com uma peça única sobre o móvel.

nova coleção de cerâmicas da Pointer pode servir de inspiração na hora de compor. Intitulada Morada Brasileira — Em casa, traz modelos com novas cores e peças em grandes formatos, a exemplo das tábuas que compõem a Linha Mediterranea.

São placas com diferentes madeiras nas dimensões 15×90cm. É possível ver a variação de tonalidades apresentadas nos modelos Avelana AmbarAvelana Castanho e Avelana Champagne. Não faltam opções para todos os gostos e estilos decorativos.

3. Cerâmica nos detalhes para repaginar o estilo arquitetônico da edificação

Muitos profissionais fazem a escolha da cerâmica como material de base para a criação de detalhes em diversos ambientes. É possível adotá-la na hora de revestir rodapés, degraus de escadas, bordas de canteiros internos e até painéis decorativos em paredes.

Trata-se de uma opção interessante, especialmente se o objetivo é repaginar o estilo arquitetônico de um cômodo específico ou da edificação inteira. Para isso, existem cerâmicas de todas as cores e tamanhos, bem como modelos que reproduzem a textura e aparência de outros materiais, como concretomadeiramármorepedra, entre outros.

Não há limite quando o assunto é revestimento, e a Portobello sabe disso. Entre suas últimas criações está a linha Toki+  — que, inclusive, já foi citada nos projetos apresentados neste artigo.

Desenvolvida em parceria com a ceramista Hideko Honma, a linha traz quatro cores inspiradas na natureza (chuva, palha, terra e algodão) e reproduz a textura artesanal da cerâmica artística. Toki significa cerâmica no Japão, e o símbolo “+” representa a intenção de levar aos espaços o espírito e a simplicidade da cultura japonesa.

Perceba que o conjunto vem para complementar a vasta quantidade de modelos de cerâmica disponíveis no mercado. Portanto, aproveite a variedade de opções e considere as diferentes possibilidades de aplicação para criar belos ambientes.

Gostou das dicas de hoje? Aproveite para curtir nossa página nas redes sociais: FacebookInstagramGoogle+LinkedIn e Twitter. Desse modo você não perde as próximas publicações e fica por dentro das novidades!

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *