Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Arquitetura com opinião

A arquitetura veio para somar na vida profissional e pessoal de Filipe e Mariana

08/01/2020

Casal de arquitetos de Franca, interior de São Paulo, conta como concilia diariamente trabalho e casamento. Também explica como criou uma identidade única, cheia de brasilidade, aos seus projetos arquitetônicos.

Arquitetos Filipe e Mariana

Casamento foi projetado para duas pessoas completas formarem uma parceria. Para, juntas, somar. E isso também vale no ambiente de trabalho, é ou não é? O casal paulista Mariana Garcia Oliveira e Filipi Oliveira vive essa realidade harmoniosamente. Ambos são graduados em Arquitetura e Urbanismo e se conheceram no primeiro ano da faculdade. Formados em 2009, comandam juntos o escritório mf+arquitetos, em Franca (SP).

São 15 anos de convivência diária, compartilhando ideias a todo momento. Desde a época da faculdade muitas pessoas já tinham curiosidade sobre como conciliavam relacionamento e arquitetura. “Diferente do que acontece com alguns casais, nós nunca competimos um com o outro, pelo contrário, sempre fomos o complemento do outro, seja na vida particular, seja no trabalho. Começamos com alguns projetos ainda na faculdade e depois surgiu o mf arquitetos. Após um tempo, reestruturamos o escritório e passou a se chamar mf+arquitetos, como o nome já diz, sempre buscamos somar”, explica a arquiteta.

mf+arquitetos

Casa de Pedras: orientada para a contemplação das montanhas de Minas Gerais (Projeto: mf+arquitetos)

Filipe e Mariana  hoje têm um filho de um ano, e alguns (encantadores!) projetos para contar história. No trabalho, ela afirma ser um pouco mais aberta a certos detalhes e estilos do que o Filipi. E ele, por outro lado, está sempre atento ao novo, à tecnologia, aos projetos pelo mundo e aos designers. “Ele respira arquitetura! Quando projeta, sempre começa pela forma, pelo conceito. Eu prefiro começar pela planta, pelo uso da casa, dessa forma, um agrega valor  ao trabalho do outro. Às vezes as ideias não batem, claro, então permanece aquela que mais se encaixa à necessidade do cliente e assim o outro acaba concordando. Não brigamos muito e uma coisa que fazemos é não levar problema marido/mulher para o escritório. E quando estamos em casa ou em momentos de lazer, procuramos esquecer um pouco do trabalho, mas essa parte é mais difícil (risos)”, confessa a arquiteta.

O escritório mf+arquitetos atua nas áreas residencial, comercial, industrial e interiores. Busca a integração do interior com o exterior, numa composição com uso de volumetrias, linhas retas, brasilidade de materiais, como o uso dos naturais pedra e madeira. Inspirados por grandes nomes da arquitetura como Marcio  Kogan, Arne Jacobsen, Isay Weinfeld, o casal explica que já conseguiu exprimir com mais força seu estilo de trabalho. “No começo é um pouco difícil implantar uma identidade, uma marca, mas sempre buscamos  o estilo contemporâneo e partimos da premissa em apresentar ao cliente o que seria para nós, a melhor ideia, claro que sempre respeitando as necessidades dele. Agora as pessoas conhecem nosso conceito, este que sempre buscamos como forma simples, original, natural e com raiz brasileira”, afirma o casal. 

Recanto do colecionador Casacor Franca 2017: caracterizado por traços simples, pureza nas formas, integração com a natureza e uso de materiais naturais e revestimentos Portobello

Recanto do colecionador Casacor Franca 2017: caracterizado por traços simples, pureza nas formas, integração com a natureza e uso de materiais naturais e revestimentos Portobello

Recanto do colecionador Casacor Franca 2017: caracterizado por traços simples, pureza nas formas, integração com a natureza e uso de materiais naturais e revestimentos Portobello

Recanto do colecionador Casacor Franca 2017: caracterizado por traços simples, pureza nas formas, integração com a natureza e uso de materiais naturais e revestimentos Portobello

Recanto do colecionador Casacor Franca 2017: caracterizado por traços simples, pureza nas formas, integração com a natureza e uso de materiais naturais e revestimentos Portobello

Recanto do colecionador Casacor Franca 2017: caracterizado por traços simples, pureza nas formas, integração com a natureza e uso de materiais naturais e revestimentos Portobello

Recanto do colecionador Casacor Franca 2017: caracterizado por traços simples, pureza nas formas, integração com a natureza e uso de materiais naturais e revestimentos Portobello

Recanto do colecionador Casacor Franca 2017: caracterizado por traços simples, pureza nas formas, integração com a natureza e uso de materiais naturais e revestimentos Portobello

Recanto do colecionador Casacor Franca 2017: caracterizado por traços simples, pureza nas formas, integração com a natureza e uso de materiais naturais e revestimentos Portobello

Recanto do colecionador Casacor Franca 2017: caracterizado por traços simples, pureza nas formas, integração com a natureza e uso de materiais naturais e revestimentos Portobello

Recanto do colecionador Casacor Franca 2017: caracterizado por traços simples, pureza nas formas, integração com a natureza e uso de materiais naturais e revestimentos Portobello

Filipe e Mariana não seguem tendências. Fazem questão de afirmar que suas criações partem da concepção atemporal e de apelo sustentável. Por outro lado, vêem residências, ainda que a passos lentos, cada vez mais integradas à natureza, o que, para eles, pode ser considerada uma tendência positiva no futuro. “A sociedade precisa despertar para a sustentabilidade, para a economia, para a educação com a natureza. Nos nossos projetos tentamos essa integração sempre que possível, o verde faz toda diferença! É vida! Mesmo que só alguns vasos no interior, um corredor pequeno, até um grande jardim, sempre cabe uma parede com plantas, uma horta ou árvores. A sensação de um projeto assim é de tranquilidade, de aconchego e de paz”, ressaltam. 

Como mais novo trabalho com essas características, citam a Casa Roma, com fachada posterior que se abre para o verde do jardim e tem sua privacidade preservada através de painéis ripados. Também são utilizados os sustentáveis porcelanatos Portobello nos ambientes. O destaque vai para a sala de tv, com um volume todo revestido em Nero Venato, circulando entre o hall de entrada, o escritório e a sala de jantar. “Esse volume também tem a porta revestida que pode fechar e dar privacidade para quem está na sala ou abrir e integrar com a sala de jantar. A escolha desse mármore compôs perfeitamente com a madeira do forro e a pedra natural das paredes, dando aconchego, elegância e certa particularidade ao projeto”, definem. 

Aprecie os detalhes do projeto virtual de Casa Roma, obra recém-concluída do mf+arquitetos:

São ambientes incríveis, não é mesmo? Continue se inspirando e acompanhando projetos atemporais com a cara e a cor do Brasil da mf+arquitetos,  lá no perfil do casal, no Archtrends Portobello!

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *