Menu
Projetos e Obras
Busca

Portobello Eventos

5 programas para fazer em São Paulo em outubro

02/10/2019

Arquitetura, decoração, arte, design e gastronomia. Sugestões de passeios em todos esses temas na capital cultural do Brasil.

1 Bienal de Arquitetura

Diferente da Bienal de Arte, a Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo, organizada pelo IAB, não era um evento tão consolidado, com épocas de hiato, inclusive. Mas nas últimas duas edições a situação parece ter mudado, com exposições mais robustas e maior aderência do público. Assim, a 12ª edição consolida a Bienal de Arquitetura, em um prédio icônico da cidade, o Centro Cultural São Paulo.

A Bienal de Arquitetura de São Paulo traz o tema Todo Dia, propondo uma reflexão sobre o cotidiano, a dimensão mais trivial da realidade, na arquitetura do século 21 (Foto: Ciro Miguel)

Todo dia propõe aos profissionais de arquitetura e ao público geral refletir sobre o cotidiano, a dimensão mais trivial da realidade, no ambiente construído. Trabalhos multidisciplinares e de escalas variadas, incluindo projetos de arquitetura e urbanismo, instalações, fotografias e vídeos de mais de 20 países imaginam como o cotidiano molda nossa mundo. A curadoria é de Erika Palomino e Jurandy Valença.

O CCSP não foi escolhido por acaso. Diariamente, cerca de 2.500 usuários frequentam o Centro Cultural São Paulo, ensaiando coreografias em frente às fachadas de vidro, praticando esportes nos terraços-jardins, estudando na biblioteca, conversando no restaurante ou participando de uma das inúmeras oficinas oferecidas. O CCSP é um edifício manifesto do cotidiano de São Paulo.

O CCSP foi projetado em 1979 por Eurico Prado Lopes e Luiz Telles. É, até hoje, o maior equipamento público de cultura da cidade. Para os arquitetos que não conhecem esse importante exemplar da arquitetura brasileira, a Bienal de Arquitetura é uma excelente oportunidade.

Serviço

Período: 13 de setembro a 8 de dezembro
Horários: terça a sexta, 10h às 20h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h
Localização: Rua Vergueiro, 1000, Liberdade
Entrada: gratuita

Dicas: O CCSP não possui estacionamento, então carro não é uma boa opção de transporte. É bem próximo da estação Vergueiro de metrô (linha azul). Passa na porta a ciclovia que percorre boa parte da Rua Vergueiro, então bicicleta é outra possibilidade. Há bicicletário interno.

2 Casa Vogue Experience

Casa Vogue Experience 2018. Foto divulgação Casa Vogue

Casa Vogue Experience 2018 (Foto: divulgação Casa Vogue)

O evento de decoração Casa Vogue Experience chega a sua quinta edição. Nele, uma casa em São Paulo é decorada pela equipe Casa Vogue com as últimas tendências. Além dessa espécie de mostra de decoração, há programação de palestras e workshops sobre casa, arquitetura, bem-estar e gastronomia.

Entre as palestras já confirmadas, o nome que mais chama a atenção é Maurício Arruda, que falará sobre Casa adaptada para pessoas com necessidades especiais. Acontecem também palestras sobre sustentabilidade, como Despoluição dos mares com David Schurmann e Inovação digital e reciclagem, com Mundano. Organização também está na pauta, com as palestras A saúde da casa com Micaela Góes e Feng Shui com Kátia Gonzales.

Serviço

Período: 22 a 27 de outubro
Horários: 10h às 20h
Localização: Rua Groelândia, 1785, Jardins
Entrada: R$ 32,50 a R$ 260. É possível comprar o passaporte para os seis dias ou ingressos para cada dia. O ingresso permite visita à casa, participação em todas as palestras do dia e em um workshop por dia.

Dicas: Por ocupar uma casa, o Casa Vogue Experience não conta com estacionamento. Melhor ir de uber ou de metrô, na estação Fradique Coutinho (linha amarela).

3 Mulheres no Masp

Maria Verelst é uma das artistas de Histórias das Mulheres, no Masp (Foto: divulgação Masp)

Maria Verelst é uma das artistas de Histórias das Mulheres, no Masp (Foto: divulgação Masp)

O ano de 2019 foi dedicado às mulheres no Masp. Depois de receber grandes nomes, como Tarsila do Amaral e Lina Bo Bardi, duas exposições coletivas fecham esse ano temático.

Histórias das Mulheres: Artistas até 1900, reúne quase cem trabalhos, que datam do século 1 ao 19. Como o título indica, não se trata de uma única história, mas de muitas, narradas por obras feitas por mulheres que viveram no norte da África, nas Américas antes e depois da colonização, na Ásia, na Europa, na Índia e no antigo Império Otomano. As obras têxteis são destaque, além das categorias tradicionais das artes. O feminismo não existia como movimento antes do século 19. Mas as artistas até 1900 ajudam a estabelecer genealogias feministas.

Já Histórias Feministas: Artistas depois de 2000, traz obras de 30 artistas do século 21 que trabalham diretamente com perspectivas feministas. Se a arte é uma disciplina de fricções e diálogos trans-históricos e transacionais, capaz de confrontar imaginários, histórias e narrativas apagadas, o feminismo certamente é temática com muito a oferecer.

Ambas as exposições são fundamentais para o público feminista, ou seja, pessoas que acreditam que mulheres e homens são iguais.

Serviço

Período: 23 de agosto a 17 de novembro
Horário: terça, 10h às 20h; quarta a domingo, 10h às 18h
Localização: Avenida Paulista, 1578, Bela Vista
Entrada: R$ 40 (meia para estudantes, professores e idosos). Entrada gratuita às terças

Dicas: Na Avenida Paulista, é melhor evitar carro. Metrô é a melhor opção, há até uma estação com o nome do museu: Trianon-Masp (linha verde). Bicicleta é outra boa possibilidade, pois a ciclovia corta toda a avenida e há bicicletário no museu. Especialmente aos domingos, quando a Paulista é fechada aos carros e se torna um delicioso passeio para pedestres e ciclistas.

4 Wentz Concept Store

Wentz Concept Store. Foto divulgação

Wentz Concept Store (Foto: divulgação)

Guilherme Wentz vem deixando de ser um designer promissor para se tornar um dos grandes nomes do design Brasil. A abertura de sua primeira loja confirma essa consolidação. O jovem gaúcho de apenas 32 anos acumula prêmios: Idea Brasil em 2012 pela escrivaninha Officer, iF Design Award em 2013 pela Coleção K, Rising Talent pela Maison&Objet Americas em 2016, Museu da Casa Brasileira em 2016 pela luminária UM e Talento em Ascenção pela Casa Vogue em 2017.

Após muitas colaborações para grandes marcas, como Riva, Decameron e Carbono, este ano a marca Wentz se estabeleceu para produção e distribuição de coleções independentes. O lançamento aconteceu na Semana de Design de Nova York, seguida da abertura da loja em São Paulo.

Com projeto do arquiteto Felipe Hess, o espaço de 160 m2 traz elementos do design de Wentz, como estética contemporânea, design limpo e simplicidade nas formas. Assim, a loja se apresenta como um respiro em meio ao caos de São Paulo. Vale como passeio e para conhecer mais a fundo o trabalho de Wentz.

Serviço

Horários: segunda a sexta, das 10h às 19h; sábado, das 10h às 17h
Localização: Rua Peixoto Gomide, 1781, Jardim Paulista
Entrada: gratuita

Dicas: Um pouco afastada da Alameda Gabriel Monteiro da Silva, corredor de decoração em São Paulo, a loja fica no coração dos Jardins, próxima à rua Oscar Freire. Esse bairro é ótimo para passear, com muitas lojas de moda e restaurantes. 

5 Sorveteria no Edifício São Luiz

Bacio di Latte no Edifício São Luiz. Foto divulgação

Bacio di Latte no Edifício São Luiz (Foto: divulgação)

Setembro já fez calor em São Paulo e em outubro as temperaturas prometem subir de vez. Com o verão chegando, nada melhor do que um sorvete. E se puder combinar o refresco com arquitetura e história, ainda melhor.

A Bacio di Latte restaurou o andar térreo do Edifício São Luiz. Este foi um dos principais prédios residenciais de luxo da Praça da República, inaugurado em 1944. O projeto neoclássico é do arquiteto francês Jacques Pilon, responsável também pela Biblioteca Mario de Andrade. 

A nova sorveteria matem as paredes de tijolos e as lajes originais, valorizando a originalidade dos caixilhos e da coluna central que sustenta a loja. Para compor a decoração, foram garimpadas peças dos anos 1940, entre porcelanas inglesas, lustres de vidro, o relógio de duas faces e cadeiras com assentos de soleta. Além do sorvete de qualidade reconhecida, a experiência é uma viagem no tempo.

Serviço

Horário: segunda a quinta, 9h às 21h; sexta e sábado, 9h às 22h; domingo, 12h às 20h
Localização: Praça da República, 61, República
Entrada: gratuita

Dicas: As vizinhas praças da República e do Arouche vem passando por forte revitalização, com várias opções de bons bares e restaurantes. Além da Bacio di Latte, vale provar na região A Casa do Porco, Le Casserole, Mandíbula, Edifício Itália e Bar da Dona Onça.

Imagem de destaque: Centro Cultural São Paulo recebe a Bienal de Arquitetura (Foto: Ciro Gomes)

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *