Menu
Projetos e Obras
Busca

Conteúdo Matérias

Por dentro do 3 World Trade Center: tudo sobre a nova construção

29/08/2018

Outro exemplar entre as torres mais famosas da atualidade ficou pronto. Se você ainda não conferiu os detalhes da obra, fique conosco para se manter informado!

O 3 World Trade Center pertence ao complexo instalado no local onde ficavam as antigas Torres Gêmeas do WTC em Lower Manhattan, Nova Iorque, Estados Unidos.

Mais de dez anos após o atentado que chocou o mundo em 11 de setembro de 2001, a cidade começou a receber novas construções.

A primeira edificação, conhecida como One World Trade Center (ou Torre da Liberdade) foi inaugurada em 2014 e era considerada a mais alta do hemisfério Ocidental. Há outros prédios inclusos no conjunto, como o 2 World Trade Center e o Hub de Transporte, de Santiago Calatrava.

Neste post, você vai conhecer a penúltima torre do complexo inaugurada em Nova Iorque. Acompanhe para conferir os principais detalhes da obra!

Por dentro do 3 World Trade Center

Pertencente ao WTC Master Plan do arquiteto Daniel Libeskind, o 3 World Trade Center foi projetado pelo escritório Rogers Stirk Harbour + Partners e construído pela Silverstein Properties Inc. A abertura ao público aconteceu no dia 11 de junho de 2018.

O edifício tem 330 metros de altura e se localiza em frente ao Centro Cultural e Memorial do WTC. Ele é conectado pelas ruas Church e Greenwich, ficando próximo do Liberty Park, um elevado que incrementa ainda mais o centro financeiro de Nova Iorque.

O terreno sobre o qual foi erguido pertence à autoridade portuária da cidade. O acesso ao interior acontece por meio de um saguão dividido em três partes (19 metros de altura) e que direciona para 80 andares, dos quais cinco são de varejo e cinco são comerciais.

Acima disso estão os pavimentos de escritórios, que totalizam 195 mil metros quadrados. Há três terraços na torre: nos andares 17, 60 e 76, sendo os dois superiores de propriedade privada de empresas. O 76 é o pátio de escritório ao ar livre mais alto de Manhattan.

Veja outras curiosidades:

  • o prédio tem um dispositivo robótico para fazer a lavagem e manutenção das grandes janelas retangulares. A máquina fica sobre uma pista que circunda o telhado e alcança todas as fachadas;
  • é o primeiro local a usar telas de orientação digital nos corredores e escadarias para melhorar a experiência dos usuários;
  • é o único edifício com parede de rede de cabos de três lados e a receber exterior de vidro aquecido.

Características da nova construção

O 3 World Trade Center foi construído utilizando sistemas de tecnologia bastante avançados. Carlos Valverde, vice-presidente da Silverstein Properties, afirmou à Folha de S.Paulo que os prédios que fazem parte do atual complexo não têm a mesma fragilidade apresentada pelas edificações anteriores. 

Forma

O volume do prédio é reduzido à medida que sua estrutura sobe. O recuo que ocorre nas extremidades (partindo do centro ao topo) acentua a verticalidade da construção. É possível visualizar algumas plantas, croquis e perspectivas no site do escritório que fez o projeto.

Estrutura

A torre consiste em um núcleo de concreto armado coberto por uma estrutura metálica aparente (o que ajuda a dar escala humana às texturas da fachada). Esta funciona a partir de um sistema de contraventamento em forma de K.

A existência de elementos de transmissão de cargas diagonais possibilita que não haja pilares no centro dos pavimentos.

O resultado são vistas panorâmicas da cidade e ambientes mais abertos — valorizados por empresas de ponta e da área de negócios, tecnologia, publicidade, finanças e serviços jurídicos.

Fachada

É composta por cortinas de vidro reflexivo (dez mil painéis) e aço inoxidável da base até o topo. Na face oeste, a superfície recebe o sol da tarde com todas as suas cores e intensidades, compondo jogos de luz e sombra que mudam de posição ao longo do dia.

Materiais

O edifício traz diferentes materiais, mas o saguão do 3 World Trade Center talvez seja o espaço que mais se destaca pela mistura. Ele tem amplas paredes de vidro, piso de granito cinza da Sardenha, detalhes em granito preto e superfícies brancas.

Sobre Rogers Stirk Harbour + Partners

O escritório responsável pelo 3 World Trade Center foi fundado em 1977 por Richard Rogers, arquiteto ítalo-britânico que já participou de diversos projetos importantes, incluindo o do Centre Pompidou. Rogers também foi vencedor do Prêmio Pritzker 2007 — maior condecoração em Arquitetura do mundo.

Com o passar do tempo, a empresa que levava apenas o nome de seu fundador passou a se chamar Rogers Stirk Harbour + Partners.

A mudança veio para valorizar as contribuições dos designers Graham Stirk e Ivan Harbour. Hoje a equipe é composta por 13 profissionais, dos quais muitos são parceiros de longa data.

Tendências: sustentabilidade e flexibilidade

Um dos desafios na construção do 3 World Trade Center era integrar uma grande torre ao entorno composto por parque, áreas abertas e outros edifícios verticais do complexo. Por isso, parte do seu design foi inspirado nas estruturas mais próximas.

Para maximizar a sustentabilidade, a equipe do escritório incorporou recursos de design verde ao edifício. O objetivo era reduzir custos e proporcionar maior economia de energia em comparação aos prédios mais antigos e tradicionais de Manhattan.

Cabe destacar que o 3 World Trade Center recebeu a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), selo de reconhecimento internacional que identifica projetos sustentáveis, eficientes e de alta performance.

Para Richard Rogers, os edifícios devem passar por alterações para que se adaptem às necessidades de cada época e para que durem mais. Ele afirmou em entrevista que sustentabilidade deve ser palavra-chave no período da história em que vivemos.

A flexibilidade é outra tendência apontada pelos profissionais envolvidos no projeto e execução da obra. Trata-se de uma demanda básica das empresas modernas, que visam aumentar a interação entre colaboradores e proporcionar ambientes de trabalho mais espaçosos, confortáveis e inspiradores.

O objetivo pode ser alcançado com a utilização de terraços ao ar livre, espaços verdes e salas amplas que se integram — sem excesso de divisórias ou de elementos estruturais que quebram a continuidade visual.

E aí? Gostou de conhecer os detalhes de uma das torres mais famosas da atualidade? Esperamos ter sanado suas principais dúvidas sobre a construção do 3 World Trade Center.

Agora, que tal aproveitar que está por aqui para cadastrar seu perfil no Archtrends Portobello? Assim poderá publicar diferentes projetos e dar visibilidade ao seu trabalho. Até a próxima!

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *